Vida Comum – Conversa de sala.

Vida Comum

Pois é depois de tanto tempo, alguém aparece escrevendo sobre a vida comum, chega de manuais, de contos de livros e até mesmo de novela das 9 onde os protagonistas vivem sofrendo porque nunca chegão a um acordo, e quando chegam voce é quem chora porque a novela esta para a acabar.
Mas enfim na vida comum as coisas são mais excitante do que se parece, as vezes no banheiro uma virada brusca e voce cai sentado no chão, depois ri, ai lembra da vida e chora, ai pronto lá se foi a primeira aventura da vida. Esta vendo é muito simples.
As aventuras nos procuram não nos a ela, veremos vários capítulos. . ., não acho melhor chamar de vários fatos fictícios imaginativos de uma pessoa no decorrer de sua própria vida intima e pessoal, bem melhor né. Entao veremos varios vários fatos fictícios imaginativos de uma pessoa no decorrer de sua própria vida intima e pessoal, de experiencia de outros claro. . .

Conversa de Sala.

Entre os vários fatos fictícios imaginativos de uma pessoa no decorrer de sua própria vida intima e pessoal, podemos ressaltar muita coisa, como por exemplo o famoso termo “fazer sala”. Quem inventou eu não tenho a mínima idéia mas eu sei que gostaria de conhece-lo, para mostrar todo o estrago que fez, quando lembro das minhas Tias Elinha e Rita, lutando em uma batalha destemperadamente para conseguir o ultimo salgadinho da mesa de centro, que na verdade foi a verdadeira vitima de todo o caso E tudo isso porque o tal do mediador, tambem conhecido como “o faz sala” estava buscando uns sucos para elas. O criador então dessa técnica inimaginável para o homem de “fazer sala” não pensava que tambem deveríamos alimenta-las, então a partir daí me levo no ponto de que algum homem da caverna inventou isso para justamente guardar as pessoas em sua nova estante que tinha acabado de esculpir nas pedras, e como ele não tinha ninguém para mostrar ele teve a brilhante idéia de convidar parentes, mais íntimos claro para não sujar o novo carpete de mamute que ele acabara que matar, para mostrar como sua caverna esta mais organizada, com um osso aqui, outras peles ali, isso sem falar que qualquer homem das cavernas que se preze tem um martelo de gerações anteriores que servia tanto para amaciar uma carne quando para bater na cabeça de uma “fêmea”, veja bem o termo ‘correcto’ colocado, na verdade acho que esse rapaz nunca conseguia correr porque convenhamos, o criador de “fazer sala” nunca deve Ter visto se quer a luz do dia nos tempos das cavernas. Fico pensando se ele criou os programas televisivos da tarde, ai poderíamos dizer que ele quem começou tudo, só falo isso porque precisamos culpas alguém pelas novelas mexicanas não é mesmo. . .

- Mas e voce o que me conta... há antes de contar, esta confortável? Quer um café, suco, chá, há eu descobri um licor de banana ótimo.!? Não então tá!


by JulioMoraes

Um comentário:

  1. Oi Julio!!!
    Muito bom o texto, a melhor parte, como eu já te falei é a do salgadinho, rsrsrsss
    Adorei continui, escrevendo viu!!!

    Um abraçao

    t+

    ResponderExcluir