Cem.


Como sou um pouco budista, como alguns sabem, eu aprendi todos os dias a ser uma pessoa melhor para mim mesmo, e assim refletir aos outros. Então colo aqui em baixo um pouco do que ja aprendi e do que eu estou exercendo agora. Atitudes que aprendemos com a vida, mas que qundo alguem indica o caminho é bem melhor, essas são as cem recomendações para a vida, contadas pelo Mestre Hsing Yün, do templo Zu-Lai que fica no interior de são paulo.

1- Descubra seu maior defeito e disponha-se a corrigi-lo.
2- Escolha até três exemplos de vida e determine-se a segui-los.
3- Tenha força e sabedoria para resistir às tentações do mundo.
4- Cultive a força da tolerância de forma a compreender, aceitar, assumir responsabilidades, ter determinação e melhorar as circunstâncias externas. Então, passe a cultivar a tolerância pela vida, a tolerância por todos os darmas e a tolerância pelos darmas não-surgidos de maneira a transformar o cultivo da tolerância em força e sabedoria.
5- Aprenda a se adaptar à pressão externa e não se deixe afetar por ela.
6- Seja ativo e destemido. Pense antes de agir.
7- Envergonhe-se do que ignora, do que é incapaz, do que o torna impuro e rude.
8- Faça com freqüência algo que toque o coração das pessoas.
9- Sinta-se bem sob qualquer circunstância, siga as condições corretas, esteja sempre livre de aflições e faça tudo com alegria no coração.
10- Ser corajoso e virtuoso é ter a capacidade de admitir os próprios erros.
11- Aprenda a aceitar perdas, falsas acusações, contratempos e humilhações.
12- Não inveje aqueles que praticam boas ações ou dizem boas palavras. Tenha sempre na mente, bondade e beleza.
13- Não empurre os outros para a beira do abismo; ao contrário, dê-lhes espaço para recuar -- um dia eles poderão lhe ajudar.
14- Sirva àqueles que desejam fazer o bem, compartilhe um objetivo. Favoreça os outros e respeite seus anseios.
15- Seja amável e humilde ao relacionar-se com as outras pessoas. Expresse bondade em seu semblante e em sua fala.
16- A capacidade de doar traz abundância verdadeira.
17- Importe-se apenas com o que é certo ou errado; não se fixe em perdas e ganhos.
18- Deixe de lado pensamentos egoístas e dedique-se à justiça, à verdade e ao bem comum.
19- Viaje pelo mundo sob o céu estrelado. Vivencie a prática da procissão de mendicância pelo menos uma vez na vida.
20- Abra mão de todas as suas posses ao menos uma ou duas vezes na vida.
21- A cada quatro ou cinco anos, empreenda uma viagem sozinho.
22- Não se deixe cegar pelo amor. Não se traia por dinheiro.
23- Não bata de frente com as coisas – aprenda a arte de ser sutil.
24- Não há êxito sem persistência, diligência e determinação.
25- Desenvolva autoconfiança, expectativas em relação a si mesmo e metas pessoais.
26- Procure ouvir boas palavras e jamais esqueça o que elas significam.
27- Não desperdice o seu tempo. Faça planos e use o tempo com sabedoria.
28- Seja sempre sensato, pois a sensatez é imparcial e igual para com todos.
29- Lembre-se dos erros cometidos. Tenha-os sempre em mente para não repeti-los.
30- Seja qual for a sua função, desempenhe-a bem. Não olhe para os lados.
31- Faça tudo com boa intenção, verdade, sinceridade e beleza.
32- Não se apegue ao passado. Olhe sempre adiante.
33- Lute sempre pelos seus objetivos e vá longe.
34- Planeje sua carreira, use seu dinheiro com sabedoria, purifique seus sentimentos e não se apegue a fama e riqueza.
35- Desenvolva compreensão e visão corretas. Não se deixe levar cegamente pelos outros.
36- Renuncie a apegos insensatos e aceite a verdade com mente humilde.
37- Não faça intrigas nem espalhe rumores. Não se deixe influenciar por eles.
38- Aprenda a desenvolver sua mente, reformar seu caráter, recuar e dar guinadas na vida.
39- Cultive méritos por meio de doações que estejam de acordo com sua capacidade, função, disposição e condição.
40- Creia profundamente no Darma e contemple todas as virtudes. Nunca faça o mal; pratique sempre o bem.
41- Não culpe os céus nem os outros por sua infelicidade, pois tudo tem sua causa e seu efeito.
42- Pense no bom e belo ao invés de pensar no que é triste e penoso.
43- Conquiste ao menos três tipos de habilitação ao longo da vida, como, por exemplo, para guiar automóveis, cozinhar, digitar, cuidar de enfermos, exercer a medicina, o magistério, o direito, a arquitetura etc.
44- Aprenda a articular bem a fala e a escrita. Aprenda a ouvir, a apreciar, a pensar, a cantar, a pintar e a desenvolver habilidades. Quanto mais se aprende, melhor. Aprenda, ao menos, metade disso tudo.
45- Leia ao menos um jornal por dia, para se manter em dia com o mundo.
46- Leia pelo menos dois livros por mês.
47- Mantenha uma rotina diária.
48- Cultive hábitos regulares de sono e alimentação.
49- Pratique exercícios físicos.
50- Mantenha-se longe de cigarro, álcool, pornografia e drogas. Administre e controle sua própria vida.
51- Pratique meditação por, pelo menos, dez minutos todos os dias.
52- Passe, pelo menos, metade de um dia sozinho, uma vez por semana.
53- Ao menos uma vez por mês, pratique o vegetarianismo, para nutrir seu coração de compaixão.
54- Ajude os outros e faça o bem sem esperar nada em troca.
55- Compartilhe sua alegria e compaixão com os demais.
56- Mantenha a capacidade de se auto-avaliar sob qualquer circunstância.
57- Reze pelos desafortunados, onde quer que você esteja.
58- Seja preciso em suas observações. Considere todos os ângulos e seja tolerante e compreensivo em relação aos outros.
59- Aprecie a vida, cuide dela e não a maltrate jamais.
60- Use seu dinheiro e suas posses com sabedoria. Não desperdice nem gaste demais.
61- Em tempos de alegria, contenha a sua fala; no infortúnio, não despeje sua raiva sobre os outros.
62- Não enalteça seus próprios méritos nem aponte os erros alheios.
63- Não inveje nem suspeite. Méritos advêm das realizações e da ajuda aos outros.
64- Não seja ganancioso em relação às posses alheias, nem mesquinho em relação às suas.
65- Demonstre coerência entre atitude e pensamento. Não seja iluminado na teoria e ignorante na prática.
66- Não fique sempre pedindo ajuda aos outros. Busque ajuda dentro de si mesmo.
67- Faça de sua própria conduta um bom exemplo. Não espere benevolência dos outros, mas de si mesmo.
68- Cultivar bons hábitos é a melhor maneira de manter uma vida íntegra e saudável.
69- É melhor ser não-inteligente do que não-compassivo.
70- A mente otimista é contemplada com um futuro brilhante.
71- Construa seu próprio destino. Corra atrás das oportunidades ao invés de esperar que elas caiam do céu.
72- Controle suas emoções e seu humor: não se deixe levar por eles.
73- Elogio e ofensa fazem parte da vida. Não se apegue a eles – conserve sempre a paz interior.
74- A doação de órgãos ajuda a prolongar a vida além de propiciar recursos para as vidas de outros seres.
75- Ouça o que os outros têm a dizer e anote a essência do que eles dizem.
76- Olhe para si mesmo antes de acusar os outros. Somente uma avaliação honesta de seus méritos e deméritos lhe dá o direito de julgar os demais.
77- Cumpra suas promessas.
78- Não viole o direito dos outros para beneficiar a si próprio. Favorecer os demais, às vezes, é imperioso.
79- Não sinta prazer em ridicularizar os outros. Ao contrário, aprenda a fazê-los felizes.
80- Não critique, por inveja, a benevolência do outro. Respeite-o e siga seu bom exemplo.
81- Não use de traição para obter vantagens.
82- Os privilégios devem, antes de tudo, ser oferecidos às outras pessoas.
83- Aprenda a aceitar as desvantagens. Saiba que, na verdade, elas são vantagens.
84- Não se apegue a perdas e ganhos. Não faça comparações entre o que você e os outros têm ou deixam de ter.
85- Seja sincero, impetuoso e educado.
86- Harmonia, paz e tranqüilidade são a chave para o relacionamento com as pessoas.
87- Respeito, reverência e tolerância são a tríade para manter boas relações com o mundo.
88- A raiva não resolve problemas. Somente uma mente tranqüila e pacífica pode ajudar você a lidar com a vida.
89- Relacione-se com pessoas virtuosas e bons mestres.
90- Não contamine os outros com sua tristeza, nem leve preocupações para a cama.
91- Busque prazer e alegria em tudo o que faz, e transmita isso a todos.
92- Seja grato aos benevolentes e aos que prestam auxílio. Deixe-se tocar por seus atos virtuosos.
93- Dê um toque de serenidade a tudo o que você fizer na vida.
94- Não existe dificuldade ou facilidade absolutas. O esforço transforma dificuldade em facilidade, enquanto a indolência torna o fácil difícil.
95- Ajude seus vizinhos e sua comunidade e participe dos eventos locais. Assim, você se tornará um voluntário da humanidade.
96- Só a humildade gera o bem. A arrogância não traz nada mais que desvantagem.
97- Aproxime-se de mestres virtuosos. Ouça-os, seja leal e não os desacate.
98- Ajudar os outros é ajudar a si mesmo. Ter consideração pelos outros significa cuidar e amar a si próprio.
99- Dê aos jovens oportunidades e ofereça-lhes orientação sempre que necessário.
100- Cuide de seus pais e seja amoroso com eles.

Um comentário:

  1. Então cara... tbém gosto e acho linda a filosofia budista... mas como crítica acho-a um pouco "auto-ajuda" demais sabe... muito bom seu blog... flw!!!

    ResponderExcluir