sobre Fé...


Definição:
Fé: "acreditar sem evidência."

A palavra fé pode ter vários usos; no seu maior significado é equivalente a "acreditar" e "confiar". Pode-se ter fé tanto numa pessoa ou até mesmo em um objeto inanimado, numa ideologia ou em um credo (base de propostas/dogmas de uma dada religião).

Se podemos definir de modo mais claro a palavra ' fé' dentro do contexto cristão, definiriamos da seguinte forma: "Fé é acreditar naquilo que a Bíblia declara, independentemente daquilo que vemos, ou ouvimos. Em outras palavras... Fé é acreditar que Deus cumprirá aquilo que prometeu".

Contexto Religioso:
Em contextos religiosos, "fé" tem muitos sentidos diferentes. Às vezes quer dizer lealdade a determinada religião. Nesse sentido, podemos, por exemplo, falar da "fé católica" ou da "fé islâmica".
Para religiões que se baseiam em credos/crenças, a fé também quer dizer que alguém aceita as visões dessa religião como verdadeiras. Para religiões que não se baseiam em credos, por outro lado, fé muitas vezes significa que alguém é leal para com uma determinada comunidade religiosa.
Algumas vezes, fé significa compromisso numa relação com Deus. Nesse caso, fé é usada no sentido de fidelidade. Tal compromisso não precisa ser cego ou submisso.
Para muitos judeus, por exemplo, o Talmud mostra um compromisso cauteloso entre Deus e os Filhos de Israel. Para muitas pessoas, fé, ou falta de fé, é uma parte importante das suas identidades. Por exemplo, uma pessoa pode identificar-se como um muçulmano ou um cético.
Muitos religiosos racionalistas, assim como pessoas não-religiosas, criticam a fé, apontando-a como irracional. Nesse ponto de vista, o credo deve ser restrito ao que é diretamente demonstrado por lógica ou evidência.

Claro que exite muito mais sobre o assunto, mas deixo claro que esse texto é apenas para finalidades de pesquisas, e opiniões dos leitores do blog.

As dez maiores religiões, as que mais agregam adeptos no Mundo, seus Santuários mais importantes e algumas curiosidades:
-----> Cristianismo - com seus 2.106.962.000 de adeptos fica em primeiro lugar da lista. Em 1858 Bernadette Soubirous, 14 anos, teve uma visão da Virgem Maria na gruta de Massabielle, sudoeste da França. Desde então o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes é um dos mais visitados no mundo, recebendo cerca de 6 milhões de peregrinos por ano.
----->Islamismo - com seus 1.283.424.000 de adeptos segue de perto em segundo lugar. Cidade de nascimento do profeta Maomé, fundador do Islã, Meca é o local mais sagrado para os muçulmanos. Segundo o Alcorão, todo fiel deve visitá-la pelo menos uma vez na vida (se tiver condições para isso).
----->Hinduísmo - com seus 851.291.000 de adeptos vem um pouco atrás em terceiro lugar. Angkor Wat, no Camboja, é considerado o maior complexo arquitetônico religioso do planeta com seus 2,1 km² de área, o equivalente a 300 campos de futebol.
Religiões Chinesas - com cerca de 402.065.000 de seguidores vem em seguida em quarto lugar. Nesta categoria estão várias crenças, professadas principalmente na China, reunidas como cultos ancestrais, ética confucionista, xamanismo e elementos taoístas e budistas. Em Pequim há o Templo do Céu.
----->Budismo - com cerca de 375.440.000 de praticantes vem em quinto lugar. O impressionante templo de Borobudur fica no meio de uma floresta em Java, ilha da Indonésia. A estrutura de 55 mil metros quadrados foi erguida em forma de pirâmide e possui 6 andares e 3 terraços circulares.
----->Sikhismo - com seus 24.989.000 de participantes vem bem mais atrás em sexto lugar. Religião indiana que mistura elementos do hinduísmo e islamismo, foi fundada em época de conflitos entre adeptos dessas religiões.
----->Judaísmo - com seus 14.990.000 de praticantes vem em sétimo. O Muro das Lamentações, é a única estrutura remanescente do Templo de Herodes, construído por Salomão, filho do rei Davi, e destruído pelos romanos em 70 d.c..
----->Espiritismo - com 12.882.000 de adeptos vem em oitavo. O Brasil é o maior número de adeptos da religião. A primeira sede da federação espírita brasileira foi fundada no Rio de Janeiro em 1884.
----->Fé Bahá'í - com seus 7.496.000 participantes vem em nono lugar. Surgiu na antiga Pérsia, atual Irã, em 1844, e não possui dogmas, rituais, clero ou sacerdócio, baseando-se na crença pela unidade da humanidade, busca pela verdade e fim dos preconceitos. Seu fundador foi enterrado em Jerusalém, no Monte Carmelo, tornando o santuário mais importante para os crentes dessa religião.
----->Confucionismo - com 6.447.000 adeptos fica em último lugar desta lista. Nesta categoria estão os confucionistas não chineses. Os praticantes chineses já foram considerados antes na lista.

Espero ter aberto, um pouco de conhecimento sobre fé e religiões, eu tenho muita fé e voce?!... =)

3 comentários:

  1. Cara... falard e Fé é algo espinhoso... pois como vc bem sabe... os dogmas estão ai para tentar nos impedir de termos uma reflexão sobre o tema... tbém fiz alguns textos sobre fé... e estou para postá-los...

    ResponderExcluir
  2. Recentes adventistas que descobriram estas informações, mesmo sem recorrer a uma pesquisa mais apurada, tentam de pronto lançar um "grito" de alerta a seus irmãos para que vejam o erro em que estão. Na verdade não se conformam que por tantos anos não puderam conhecer esta "luz", no fundo, não querem sair da IASD ou deixar seus irmãos e por isso insistem para que eles aceitem estas "novas verdades" como as únicas que lhes permitirão salvação. Estes não conseguem visualizar que tais posturas não se coadunam com o adventismo tradicional e que por isso seria inútil tentar reformular o adventismo com tais argumentos.

    1- Dizem que o nome de "Jesus" é uma farsa, devendo ser chamado apenas como "Yeshua." A recusa disso é blasfémia contra Deus.

    2- Acreditam no Israel como tendo cumprimento literal, não espiritual, ou seja, que a cidade de Jerusalém literal será tomada por Deus e o povo de Israel terá um papel especial no estabelecimento do reino de Deus na Terra a parte dos outros povos.

    3- Não aceitam a concepção de Três Pessoas divinas, pois a tradição judaica rejeitava tal como pagão.

    4- Querem revalidar ainda algumas festas judaicas que foram abolidas pela Igreja Católica, afirmam.

    5- Outros apontam ainda uma data futura a se esperar, desconsiderando a data de 1844 como a última.


    Instituições para mim trata-se de algo á qual só pedem grana e cada vez mais pobres e diversas outras classes sociais estão indo atrás disto achando que serão salvos
    uma pura besteira!

    ResponderExcluir
  3. Olá Júlio!

    Está ótimo o seu post sobre fé, informativo, explicativo...
    Claro que tenho fé, acho que sem ela a vida se torna mais dura e difícil.
    Se foi o homem quem criou Deus ou Deus quem criou o homem, acho que não é o tipo de discussão mais fácil, embora eu já tenha tido numa dessas...
    O homem é visto como um ser biopsicossocial e espiritual, e sendo assim, sigo por este caminho.
    :)

    ResponderExcluir