Infinidade musical.

"Sem música a vida seria um erro." [F. Nietzsche]
A música, desde o início de sua história, foi considerada uma prática cultural e humana. Provavelmente, fruto da observação dos sons da natureza, despertou no homem, através do sentido auditivo, a necessidade e vontade de fazê-la. Defini-la não é tarefa fácil porque apesar de ser intuitivamente conhecida por qualquer pessoa, é difícil encontrar um conceito que abarque todos os significados dessa prática. Mais do que qualquer outra manifestação humana, a música contém e manipula o tempo e o som. Talvez por essa razão ela esteja sempre fugindo a qualquer definição, pois ao buscá-la, ela já se modificou, já evoluiu. E esse jogo do tempo é simultaneamente físico e emocional. Uma das maiores dificuldades em definir música tem sido o emprego dessa palavra na descrição de todas as atividades e elementos relacionadas aos sons organizados. Conceitos pré-definidos aplicam-se a práticas exploradas, esquadrinhadas, completamente conhecidas, o que não ocorre na música, que é infinita.

O que é muito interessante dizer que a musica é um tipo de linguagem nossa em sua infinitas possibilidades transmitindo pensamentos, sensações e sentimentos diferenciados. Há que acredita que a musica é a nossa primeira maquina do tempo. Um teste simples seria você procurar aquela musica sabe, que não ouve a anos, coloque-a para ouvir, e instantaneamente ira vir a sua mente tudo o que se passava na sua vida, as vezes é muito nitida e da um sensações otima ou ruim. ou seja a musica conseguiu gravar na sua memoria a propria musica, e o momento exato que estava ocorrendo a execusão da mesma, nem mais nem menos.

Um dos poucos consensos relativos à música é que ela consiste em uma combinação de sons e de silêncios que se desenvolvem ao longo do tempo. Neste sentido engloba toda combinação de elementos sonoros destinados a serem percebidos pela audição. Isso inclui variações nas características do som (altura, duração, intensidade e timbre) que podem ocorrer sequencialmente (ritmo e melodia) ou simultaneamente (harmonia). Ritmo, melodia e harmonia são entendidos aqui apenas em seu sentido de organização temporal, pois a música pode conter propositalmente desarmonia e disritmia.

Então isso quer dizer que musica é tudo o que fazemos em um ritimo diferenciado, uma dica é dançar com uma pessoa que você gosta muito. Logo aquele momento aquela musica, ira criar um clima otimo que tudo ao redor ira parar no tempo como conhecemos, e se trasformar em um momento unico e especial, que se formara como um eco na continuação da vida. E entre tantas explicações, não existe uma a defini-la é apenas uma coisa maravilhosa e que o mundo todo adora.

E é nesse ponto que o consenso deixa de existir. As perguntas que decorrem desta simples constatação, encontram diferentes respostas se encaradas do ponto de vista do criador (compositor), do executante (músico), do historiador, do filósofo, do antropólogo, do linguista ou do amador. E as perguntas são muitas:

- Toda combinação de sons e silêncios é música?
- Música é arte? Ou de outra forma, a música é sempre arte?
- É necessário que a combinação seja deliberada, ou podemos considerar música qualquer som encontrado na natureza? E o canto dos pássaros ou outros animais pode ser considerado uma combinação deliberada?
- A música é fenômeno eminentemente humano ou pode também ser percebida por animais e plantas, como defendem alguns?
- A música existe antes de ser ouvida? O que faz com que a música seja música é algum aspecto objetivo ou ela é uma construção da consciência e da percepção?

A música eleva os sentimentos mais profundos do ser humano. Não é necessário gostarmos de todos os estilos, porém conhecê-los.

Mesmo os adeptos da música aleatória, os mais recentes avatares de sua desconstrução e reconstrução, reconhecem que a música se inspira sempre em uma "matéria sonora", cujos dados perceptíveis podem ser reagrupados para construir uma "materia musical". Esta matéria obedece a um objetivo de representação próprio do compositor, mediado pela técnica. A percepção musical, que se dá principalmente pelo sentido da audição, não pode alcançar a totalidade dos objetivos do compositor e o ouvinte reinterpreta o "material musical" de acordo com seus próprios critérios. Por isso, a música é também uma forma de apropriação individual dos elementos formais que pertencem ao consciente e ao emocional, influenciados pelo conjunto das manifestações culturais. Desta diversidade de práticas se conclui sobretudo, que a música não pode ter uma só definição precisa que abarque todos os seus tipos, todos os seus gêneros. Todavia, é possível apresentar algumas definições e conceitos que fundamentam em todos os continentes, uma "história da música" em perpétua evolução, tanto no domínio do popular, do tradicional, do folclórico ou do erudito. A musica é como a vida, uma indefinida linda com muitas explicações mais que poucos sabem o quanto é importante para nossa vivencia no mundo. E que também poucos sabem aproveita-las.

Agora me diga uma ou varias outras musicas que marcou muito a sua vida!? =)

foto por Carla d´Almeida Lopes / 1000 Imagens

Foto dedicada a Simples Palavras * Rafaela Gama

++no Blog sobre musica? Digite MUSICA no buscador do blog. Algumas indicações abaixo.

--->> Pensamento + Musica
--->> ...das antigas III - Musica e Cantores.
--->> Na sintonia do dia.

12 comentários:

  1. muito legal e profundo o seu post.

    eu toco piano e baixo. gosto muito de música desde menino. sou bem eclético, gosto desde o jazz que toca aqui até psy-trance, passando por todos os estilos...

    acho que música é arte, movimento, manifestação, contestação, questionamento e sentimento. e acho que esse post ficou muito legal.

    abraços

    ResponderExcluir
  2. Seu blog eh show de bola!!

    Parabens!!

    ResponderExcluir
  3. tem como eu colocar o radio da metropolitana no blog?

    abçs

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela dedicatória!!
    Música concerteza é arte em todas as suas formas... Todos os estilos, da natureza ou não, música é sempre agradável ao escutar e simplesmente relaxante! [dependendo claro de que tipo queres, se quer relaxar por que não uma música clássica, se queres agitação psy ou outra do gênero].
    Mas pra mim música é, nada mais nada menos do que um alimento para a alma! Acho que não passo uma hora do dia sequer sem escutar música... Além do mais toco violino... e tenho que estudar muito! Mas é muito agradável, fazer de uma coisa sensível seu instrumento de trabalho e de suor para conseguir o melhor possível!
    Parabéns!
    gostei muito do texto!
    e da fotografia tb! :D
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Se tem algo na vida que me toca e ao mesmo tempo não sei lidar, é com a música. Muito bom o seu post. Parabéns!

    Ah! Vi que o Blog da Juju Mascarenhas também está relacionado aqui. Vou adicionar o seu na minha lista.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Julio,
    música é algo que posso dizer que vivo e que me alimento, todo santo minuto de minha vida plena inconstante...

    É uma arte, é meu lema e me faz absorver muito dos conhecimentos do cotidiano...

    eu escrevo, eu leio, eu sinto, eu vivo música aqui -desde sempre.

    Musica é meu amparo.


    abraços

    ResponderExcluir
  7. Musicas que marcaram a minha vida??
    Acho que são várias, depende do momento que se está vivendo... do nosso estado de espírito!!!

    :)

    Eu escuto música o dia inteiro... faço tudo com música, e realmente me sinto bem com isso! :)

    ResponderExcluir
  8. é difícil lembrar das musicas q fizeram diferença, mas axo q beatiful, christina aguilera (naum me crucifique ¬¬), voodoo - godsmack e finalmente mas naum menos importante equalize - pitty

    eu tava roendo sabe
    u.u

    ResponderExcluir
  9. Não vou mentir..rsrs

    dessa vez eu não li o post pq fikei com muita preguiça!

    ASHUshUSHushuSHuhsuhsuHu

    mas como vc bem sabe ki as coisas ki chamam mais atençã] o sãoas imagens i a pergunta final vou respondêla..rsrs

    Mr. Jones do Couting Crows....rs

    música absolutamente perfeita ki fala sobre todas as coisas importantes... claro... kuando eu interpleto ela..rsrsrs

    bjoz
    ps. atualizei finalmente..rs

    ResponderExcluir
  10. Oi=)
    Bem grande o post, mas vale a pena. Vc é sempre muito caprichoso no que escreve.
    Fora isso, música é vida. Eu não saberia viver sem música, sem som de qualidade, sem rótulos apenas vibrações...
    Muitíssimo obrigado pela visita ao blog e pelo comentário altamente pertinente e bem fundamentado, bastante elogiado por quem leu!
    E quanto as músicas que me suscitam emoções e marcam únicos momentos da minha vida, como vc já sabe é sempre JANIS!!! SAVE JANIS JOPLIN FOREVER=)
    uM bEIJO

    ResponderExcluir
  11. Nossa musica é uma coisa boa msm, eu nao vivo sem, seja pra estudar,pra trabalhar pra tudo...

    Gosto de tanta coisa que seria impossivel flar um so item rsrs

    Musica eh tudo..

    ResponderExcluir
  12. Pois é... música é boa mesmo... e tda música é a expressão dos sentimentos de quem a faz... e por isso tda música é boa!!!

    ResponderExcluir