Juliu's Pub Entrevista - Isadora A.


----------Juliu's Pub orgulhosamente volta com Entrevista com Blogueiros. Sinto-me feliz em dizer que o projeto vai vem obrigado, e melhor ainda em dizer que outros blogs estão seguindo a mesma linha de pensamento e mandando bem nas entrevistas o caso de:


O blog manda bem, e as entrevistas são super divertidas, vale a pena dar uma conferida e por que não conhecer mais blogueiros que estão por ai.
-
----------Eis que nossa convidada de hoje é uma mulher que sabe o que quer, o que diz, mas muda sempre o layout de acordo com humor, Juliu's Pub agradece a participação e adverte aos leitores: "Cuidado, em sua prateleira pode haver mais do que imagina."
-
----------Regras para cuidar bem de seus livros que as vezes poderiam funcionar aos blog's. Cuide bem nunca sabe quando ira precisar. Não desvalorize, pois alguém pode gostar, Não rabisque, amasse ou rasgue (ta bom, esse só para livros mesmo). E não desrespeite o conteúdo afinal um ponto de vista a mais na sociedade é melhor que uma tirania, não é mesmo?
-
-
---
RaioX –
Nome: Isadora A.
Cidade: São Bernardo do Campo – SP
Assunto: Assunto ? O que é isso ? Olha, na maioria das vezes, é a falta dele... daí eu enrolo todo mundo com um pouco do meu cotidiano estapafúrdio e todos acham que eu sou legal. Eu sou uma farsa, admito !
Layout: Desde que o blogspot virou “pegue & faça”, muda de acordo com meu humor.
Desde Quando: A Prateleira, desde digamos, Outubro de 2006. Mas tenho blogs há muito, muito tempo, coisa de anos. Nada parecidos, admito. Como os arquivos sumiram, fiquem com Outubro de 2006, mesmo.
-
Juliu's Pub: Por que blog?
Isadora A.: Hmm... Onde mais eu poderia escrever tudo o que eu escrevo sem ser presa, digo, censurada? Gosto muito do esquema de blogs. Tanto do espaço amplamente aberto pra ser o que o ‘dono’ tiver vontade, como da intimidade que também tem, por outro lado. Além disso, os leitores são, na sua maioria, donos de blogs. Os princípios são basicamente os mesmos, o que te deixa bem à vontade pra ser o que quiser, ali. Ah sim, e minha letra é decididamente, horrível.
-
JP: Como ele surgiu?
IA: Foi surgindo com todos os outros blogs que eu já tive, evoluindo (ou não), e se ajeitando. Daí deu nisso.
-
JP: Quantos blogs você já teve? Atualmente, possui mais de um? Quais as diferenças entre eles?
IA: Já tive alguns blogs diferentes, com conteúdos diferentes, mas mais por causa da "idade" e do "contexto" em que eu os criei, do que por "vontade própria". Não lembro quantos, talvez 2 ou 3. Hoje, tenho sim mais de um. A Prateleira é o blog principal, o que faço questão de manter, atualizar, e fazer com que vocês riam da minha cara com ele. Tenho também o Chinelo de Dedo, que é um cantinho mais íntimo minhas coisas que não vão muito com a cara da Prateleira. Havia também o Riverside, um blog que eu escrevia em conjunto com uma outra pessoa, apenas sobre música, e eu adorava. Mas, desentendimentos acontecem até mesmo virtualmente, e o blog foi deletado contra a minha vontade, e sem eu saber, o que me fez perder muita coisa. Tenho vontade de fazer algo assim: mais "cultural", com dicas musicais, de cinema, de teatro, enfim, algo mais "jornalístico". Falta tempo e a pessoa que queira atualizar comigo (mande cartas com sugestões, dinheiro e/ou pedidos de casamento pro Julio, ele me repassa!)
-
JP: Qual tipo de leitor você acha que tens hoje?
IA: O tipo de leitor o qual eu também leio o blog. Dificilmente foge disso: vez ou outra algum amigo "distante" desse meio aparece e dá seus pitacos. Mas, fico feliz de ter esse público "blogueiro": tanto as dicas quando as críticas são bem mais apuradas, e muitas vezes, a "distância virtual" faz com que as coisas fiquem muito mais divertidas.
-
JP: Você se preocupa com o volume de comentários ou visitas?
IA: Na verdade, com o volume, não muito. Claro, que adoro ver um texto repleto de comentários. Mas, me decepciono sinceramente quando aparecem aqueles "hahaha, mto bom, bjo, passa no meu!". A impressão é que a pessoa mal leu o texto, e só está querendo encher os SEUS comentários. E provavelmente, é isso mesmo. Fama, meus caros, isso corrompe o ser humano ! Nada dá mais satisfação que ver que leitores importantes pra você leram seu texto e, de alguma forma, isso mexeu com eles. Isso acontece comigo, enquanto escrevo, e é isso que quero que aconteça com quem lê, também. Já as visitas, eu nem sei se isso é computado no meu blog! Aliás, vou pesquisar...
-
JP: Como você escolhe o assunto dos seus posts?
IA: Eu sempre brinco com a falta de assunto. Isso é lema de vida. Já assistiram Peixe Grande, do Tim Burton ? É como aquilo... a vida é bem sem graça, na verdade, mas é porque nós queremos. Sou uma estudante universitária, fazendo estágio, andando de ônibus o dia todo, indo no cinema aos finais de semana. Só isso. Aposto que muitos de vocês também. Eu só tendo colocar um pouco - ok, admito, MUITO - tempero nessas situações cotidianas. Muitas vezes, conto uma aventura incrível, e os leitores morrem de rir, acham que minha vida é uma palhaçada e que eu sou a menina mais feliz do mundo. Na verdade, eu cheguei p*** da vida em casa, brava com Deus e o mundo, brigando. O blog é uma ótima válvula de escape.
-
JP: Qual a importância do seu blog na sua vida? Ou é apenas um hobby?
IA: Não sei. Sinceramente, eu não sei. Era pra ser somente um hobby, claro, mas acabou virando algo mais sério. Nada preocupante! Mas você percebe que o blog está virando algo maior que um hobby quando começa a listar situações pra ele assim, andando na rua, no ônibus, em outras situações. Vontade de correr e “contar” logo o que aconteceu no teu dia... Caramba, eu estou é precisando de um amigo. (ou de um psiquiatra)
-
JP: O que você mais gosta e mais detesta em blogs?
IA: Bom, eu procuro e pesquiso por blogs novos o tempo todo. O mais importante de tudo, são os textos bem escritos. Não tem como fugir disso. E bem escritos não quer dizer que tenham que ser escritos na forma mais culta da língua portuguesa. Pelo contrário, eu tolero gírias e expressões inventadas, eu mesma faço isso. Mas, percebe-se claramente quando é de propósito, e quando é "falta de atenção" - pra ficar educado. Não nego: um layout legal me atrai, e muito. Faço questão de parar e ler algo com uma "cara" bonita, ao passo que um blog que não me atrai visualmente, tem que fazer muito esforço pra que eu leia. O que eu não gosto? Também sou anti "humor-pronto". De uma maneira geral, não só em blogs, mas principalmente. Vídeos do Youtube, fotos, charges, textos recebidos por e-mail, enfim... Esse tipo de coisa. Pra mim, é falta de algo melhor pra dizer. Claro, que uma hora ou outra essas coisas são ótimas, mas na hora certa, e existem melhores maneiras de se fazer rir.
-
JP: Quais os blogs que você mais visita?
IA: Existe uma lista de blogs que eu visito sempre no meu blog, na parte "outras prateleiras". Aqueles que estão lá eu faço questão de passar ao menos uma vez por semana, pra checar as atualizações. Mais especificamente, citando alguns endereços, eu fico com o Championship Vinyl e o Acepipes Escritos. Ultimamente, descobri algumas coisas muito boas, como a Casa da Tuka, pra mostrar o peso do lado feminino também. Mas todos listados ali merecem uma pontinha aqui, então olhem por lá!
-
JP: O que te desanima em blog?
IA: No meu? Na maioria das vezes a falta de comentários, ou dos comentários precisos, como disse anteriormente. Também acabo passando sempre por “bloqueios” intermináveis, e períodos de textos muito ruins. Isso sempre desanima. Mas Murphy está ai pra reanimar qualquer um, sempre!
-
JP: Alguma mensagem que deveria ser repassada com o blog ao todo?
IA: Mensagem? Imaginem só! De jeito nenhum... Ou melhor: entrem lá, riam da minha cara, e sejam felizes ! E nunca, nunca repitam as minhas atitudes, pro bem de vocês.
-
JP: Qual post você descartaria em seu blog hoje?
IA: Todos os textos “só pra atualizar” acabam sendo sem graça. É só pra dar uma satisfação aos leitores, mesmo. Também não gosto nada, nadinha, das minhas “resenhas”. É por isso que o meu “Eu-Crônico” é quem mais aparece por lá.
-
JP: Qual assunto você nunca postaria no blog?
IA: Por que?Difícil... Se eu não quero postar, acho que nem “vem à tona”. Só coloco por lá o que de alguma maneira boa, acabou mexendo comigo. Se é ruim, se é triste, ou vai parar no Chinelo, ou fica por aqui, nuns papéis, agendas, diários, essas coisas de menina !
-
-
- Papo Mix - Aqui Isadora disse sem remorsos o que manda bem e o que manda mals, o melhor e o pior:
-
Sistema Operacional: Oi ? Olha, eu sei apertar o ‘play’ e o ‘pause’, e quando muito, o botãozinho de sintonizar. É, esse eu pulo, eu conheço somente o Windows e não tenho queixas (nem dinheiro pra procurar outro).
-
Estilo Musical: MELHOR: Rock. Rock Clássico. Jazz, Blues e até um pouco de MPB, mas minha história é com os 60 e os 70. É, aquele bando de gente maluca e transviada, sim. PIOR: Eu consigo suportar a clássica “tríade” axé, pagode e funk numa boa, desde que nos momentos considerados – por mim, obviamente – certos, sem aquela história de jantar romântico ao som da “micareta”. Não consigo tolerar a onda “emo” que vem por aí. Não mesmo. Em momento algum. Posso até, no auge do meu bom humor dizer que as outras “são originais, são populares”. Isso não. Isso é uma afronta ao rock.
-
Meio de Comunicação: MELHOR: internet. Hoje, está conseguindo juntar todos os outros. PIOR: jornal. Meus braços são pequenos demais, eu não consigo ler. E me sujo.
-
Filme: MELHOR: O Poderoso Chefão, sem pensar. PIOR: Ultimamente, fico com o Homem Aranha 3.
-
Portal de Internet: putz. Nem o Terra atualiza direito onde eu trabalho... Minha página inicial é sempre o Google. E eu tenho bastante gente pra fofocar do meu lado, pra saber as notícias.
-
Série e Tv: MELHOR: 24 Horas. Completamente viciada. PIOR: The O.C.
-
Comunidade sobre Blog's: só conheço a blogger – blogspot, do orkut.
-
Meio de divulgação de blog's: MELHOR: seu blog. PIOR: orkut. Ao menos pra quem gosta de um público mais fiel.
-
Blog: MELHOR(es): Championship Vinyl e Acepipes Escritos. O mais divertido, e o mais aconchegante, respectivamente. PIOR: Qualquer um que tenha mais de 4 palavras com “x” por frase.
-
-
ESPAÇO ABERTO - Aqui é o espaço aberto e ilimitadom aonde Isadora falar sobre tudo e todos.
Mentira ? Sobre TUDO e TODOS ? Mesmo ? Não faça isso... não mesmo. Bom, antes que me expulsem daqui – ou durmam – deixo meu agradecimento final ao Júlio, pela oportunidade, a todos vocês, pela boa vontade, e meu beijo para papai do céu, mamãe, papai, pra Xuxa e pra Sasha. Finjam que não leram essa entrevista e continuem visitando o blog como se fosse de uma pessoa normal.
-
-
---
-
Pois é, avisei que a blogueira mandava bem, agora é com vocês, o que acharam da prateleira? (olha o 'bom sentindo' das coisas rapazes). Até proxima.

Juliu's Pub Entrevista - Daniela Furmakiewicz


----------Olá visitante do bar, que não nos larga em algum momento, nos bons e ruins. Estamos aqui de volta para celebrar o mundo diversificado invadindo a Internet, e democratizando a tudo e a todos. Nossa entrevistada a seguir tem um distúrbio virtualmente adquirido, ou seja uma uma perfeita definição para blogueiros invertebrados assim como nós. Divertida e interessante são apenas duas das milhares de palavras para descrever essa blogueira...
-
----------Expctrum patronon, e com essa frase à la Potter ilumino sua mente ao mundo Cult e PopArt, sendo assim nada de firulas quanto à bobagens non sense, e se tiver questões e duvidas é só entrar na brincadeira. A questão aqui é movimentar-se. Nada de jogar verbos no ar, lembre-se que a intenção é relaxar e se divertir.
-
-
----------Respeite para ser respeitado sendo o respeito a percepção de todos os respeitos nunca obtidos ou feitos.
=
=
---

RaioX
Nome: Daniela Furmakiewicz
Cidade: Bragança Paulista -SP
Blog: pRiLiLiFoBia – http://prililifobia.blogspot.com/
Assunto: Um distúrbio virtualmente adquirido – Temas variados
Layout: Feito por mim
Desde Quando: 09/01/2007
-
Julius Pub: Por que blog?
Daniela Furmakiewicz : Sempre gostei muito de escrever. Desde os 11, 12 anos de idade. Comecei a blogar quando entrei para a faculdade (2000), aos 20 anos. No primeiro ano do curso de Design Digital eu descobri o que era um blog e a diferença entre blogs e listas de discussão (hahahaha). Devo isso ao meu amigo Marcelo Varanda, que na época participava de uma lista de discussão sobre games. Então comecei a ficar viciada em html, templates, posts, gifs, etc. Eu procuro usar o blog para desabafar, escrever sobre tudo o que me interessa, extravasar e compartilhar bobagens que me fazem rir. Sem ficar reclamando muito da vida. Às vezes até reclamo, mas de uma forma bem humorada, mesmo porque se eu começar a dar uma de emotiva por aqui ninguém agüenta. Coloco músicas, vídeos e imagens que acho interessantes e às vezes mostro alguns desenhos e trabalhos feitos por mim. Escrevo sobre vários assuntos, ultimamente tenho tentado deixar de ser muito subjetiva, mas não adianta. Sempre acaba rolando uma piadinha ou outra que acabam me entregando em relação ao que eu acho de de determinado tema. Eu sempre acho que meus blogs são bobos demais, só que eu preciso ter um blog, é a forma que eu encontrei de demonstrar o que sinto mesmo que às vezes ninguém entenda. Sou muito fechada e escrever sempre foi a melhor saída. E não sei se vocês notaram, mas este blog é também um ponto de encontro, porque os meus amigos mais especiais sempre entram, comentam (alguns não comentam aqui, mas comentam pessoalmente), usam a ChatterBox do menu como salinha de bate-papo, pedem para que eu coloque este ou aquele vídeo, música, etc. Eu adoro! rsrs
-
JP: Como ele surgiu?
DF: Passei por uma fase complicada há uns dois anos, entrei em depressão. Eu tinha um blog na época, mas abandonei completamente. Eu não conseguia mais escrever, estava bloqueada. Este ano as coisas melhoraram muito e eu resolvi voltar a blogar, mas em um endereço diferente. Criei um blog chamado COMPRE OVOS! Passei a escrever todos os dias, mas era um estilo completamente diferente de tudo o que eu escrevo hoje. Durante uma conversa com a minha melhor amiga (Loo), é que resolvi mudar o nome do blog para PRILILIFOBIA. Estávamos falando sobre a minha aversão à chats e bate-papo online e eu expliquei a ela, quase sem pensar, que sofro de prililifobia (medo do barulhinho – PRILILI! – do MSN). Rimos muito disso e resolvi mudar o nome do blog (que já existia)
-
JP: Quantos blogs você já teve?
DF: Atualmente, possui mais de um? Quais as diferenças entre eles? Eu já tive 10 blogs. Desses 10, 7 eram só meus e 3 em conjunto com amigos. Hoje em dia tenho o Prililifobia, que é só meu, e participo do Dia-Logos e do DISRITMIA com ketchup. Ahhh! E já fiz o template de 10 blogs.
-
JP: Qual tipo de leitor você acha que tens hoje?
DF: É um público bem diferenciado e, melhor ainda, assíduos! Eu adoro as pessoas que passam por lá, faço amizades muito legais e faço questão de retribuir a todas as visitas. O engraçado é que alguns acabam se conhecendo através do meu blog, trocando links, conversas... eu costumo dizer que minha caixa de diálogo e meu sistema de comentários está, cada vez mais, virando um ponto de encontro... rsrsrs.
-
JP: Você se preocupa com o volume de comentários ou visitas?
DF: Não sei se chega a ser uma preocupação. Eu gosto quando vejo que o número de visitantes está aumentando. E adoro quando tenho muitos comentários... mas não fico muito presa a isso. A única preocupação que tenho em relação a isso é que, se não há comentários, é sinal de que não estou agradando muito... e eu não faço o blog só para mim né! Preciso pensar nos leitores.
-
JP: Como você escolhe o assunto dos seus posts?
DF: O meu blog estava ficando um pouco maçante, eu admito. No começo de maio eu recebi um convite do blog Blá-blaísmo para um desafio. As pessoas que visitam o meu blog teriam que enviar temas para que eu pudesse falar a respeito. Isso me animou! Estou aprendendo muito a respeito de diversos assuntos e alguns temas são bem complicados, é uma ótima forma de colocar o cérebro para funcionar...rs. Ah! E é uma ótima forma de exercitar a criatividade também! Recebi temas de todos os tipos... engraçados, bizarros, alguns até um pouco constrangedores...rs.
-
JP: O que você mais gosta e mais detesta em blogs?
DF: Adoro blogs que me façam rir, com textos espontâneos e divertidos. Imagens engraçadas, gifs, vídeos, músicas e arte! Um template bem feito ajuda muito. Não consigo me interessar por blogs com conteúdo pornográfico, excesso de erros nos textos, “poxts ixcritus axim”, ou conteúdo fútil demais.
-
JP: Nos fale sobre o visual cult do seu blog?
DF: Eu sou apaixonada por Pop-Art. Sou designer e todos os meus trabalhos acabam ficando meio pop. Esse estilo me influencia muito! Sou meio retrô sabe, eu sempre acabo caindo nos estilos artísticos dos anos 50 aos 80.
-
JP: Interessante na questão do perfil. Nos fale sobre o texto que esta no seu perfil do seu blog?
DF: Eu nunca consigo me descrever. Esse texto saiu de repente, eu comecei a pensar sobre a minha vida e fui escrevendo sem me preocupar muito com o resultado. É uma “mistureba” só...rs. Acho que deu certo, até que me descrevi bastante né! Ali tem TUDO sobre mim. Acho que não faltou nada.
-
JP: Qual o significado do blog, em sua vida?
DF: O meu blog é muito importante para mim. É um hobby que eu não quero abandonar tão cedo. Eu simplesmente não consigo parar de postar.
-
JP: Quais os blogs que você mais visita?
DF: Ah... são vários, visito todos os blogs da minha lista de links, todos os dias. E comento nos blogs das pessoas que sempre comentam nos meus. Vou citar alguns apenas ok? Blá-blaísmo, Van Filosofia!, Vale do Eco, Zanatório, Improfícuo e agora tem mais um, que fiz para o meu amigo Edu antes de ontem e pelo jeito vai dar o que falar: SuaVó! .
-
JP: Qual sua opinião, quanto a pessoas que apenas criam blog, por diversão e não o levam a "sério"?
DF: Eu acho válido. Será que blogs devem ser levados extremamente a sério? É importante respeitar os leitores, mas tem que rolar uma diversão, talvez até um descomprometimento de vez em quando. Não é só de blog que se vive, né? Rsrs... não sou a favor de nada extremamente sério, fica chato demais. Fui convidada a participar de um blog famosinho no começo do mês passado. O cara me convidou e já começou a me pressionar MUITO logo de cara. Poxa, criatividade não é pastel! Não dá para fazer em 5 minutos. Eu fiquei de saco cheio. Achei uma loucura um cara levar um blog TÃO a sério assim, a ponto de achar que era meu chefe e ligar aqui em casa para cobrar. Larguei mão, não daria certo nunca...rs.
-
JP: O que te desanima em blog?
DF: O limite de imagens me desanima. Eu até hoje não sei qual o limite de imagens do Blogspot e tenho até medo de saber. Normalmente eu publico as imagens no Photobucket. Tenho medo do limite de imagens. Outra coisa que me desanima: o template às vezes não funciona como deveria e isso compromete muito o blog. Ahhh..! E a complicação toda para mudar o CSS... tem script que o blogspot não aceita... é um saco isso! Mas, na minha opinião, o blogspot é o melhor até agora.
-
JP: Alguma mensagem que deveria ser repassada com o blog ao todo?
DF: Sim sim, seria legal compartilhar isso com vocês. Eu não sei se é bom ou não, se é ou não bonito... mas foi escrito com o coração, espero que gostem: Clique aqui.
-
JP: Qual post você não gosta em seu blog hoje?
DF: Um post onde eu tive que falar sobre os Homens. Era esse o tema sugerido! Não curto generalizar e não soube escrever sobre este tema justamente por isso. Para falar sobre os homens eu teria que conhecer todos e falar sobre um por um. Impossível colocar todos em uma mesma panela, mexer e servir uma sopinha de letras a respeito desse assunto...rs. Foi difícil, não consegui! Não gosto muito de escrever sobre bandas também, ou sobre filmes. Tive temas assim e não gostei, fica subjetivo demais ou técnico demais sabe? Ter que falar sobre a origem da banda, sobre a sinopse do filme, datas, nomes... dar CTRL+C, CTRL+V no Google não tem graça. E é isso oq acaba acontecendo.
-
JP: Qual assunto você nunca postaria no blog? Por que?
DF: Nunca postaria algo que ofendesse alguém. Piadinhas preconceituosas, comentários descuidados a respeito de assuntos delicados... Eu sempre tomo muito cuidado com isso. Odeio preconceito e julgamentos. Eu não gostaria de entrar no blog de alguém e me sentir ofendida com alguma coisa. Sou bem cautelosa nesse sentido! Mas pode ser que eu tenha ofendido alguém sem querer, nunca se sabe... Tenho um pouco de medo disso.
-
-
- Papo Mix - Aqui Dan, mandou legal, e seus gostos e escolhas. Então agora com vocês o Melhor e o Pior:
Obs de nossa convidada: São opiniões minhas e eu espero que respeitem ok? Rsrs
-
Sistema Operacional: Melhor: Windows / Pior: Linux
-
Estilo Musical: Melhor: MPB, Clássicas e Rock / Pior: Funk
-
Meio de Comunicação: Melhor: Internet / Pior: TV aberta
-
Filme: Melhor: Comédias e Cult / Pior: Drama
-
Portal de Internet: Melhor: UOL / Pior: IG
-
Série e Tv: Melhor: Sony, Warner e Cultura / Pior: Globo e SBT
-
Comunidade sobre Blog's: Melhor: Blogspot.com(Blogger) / Pior: ???
-
Meio de divulgação de blog's: Melhor: Comunidade Blogspot.com(Blogger) e MyBlogLog / Pior: E-MAIL e guardanapo de barzinho.
-
Blog: Melhor: O meu né! Sou suspeita! Hahaha... / Pior: Quando eu achar um que seja tão ruim a ponto de ser comentado em uma entrevista eu aviso...rs.
-
-
ESPAÇO ABERTO - E agora com vocês as palavras de Dan por Dan...:-D
-
Obrigada Julio... Adorei esta entrevista! Obrigada a todos que conseguiram chegar até o final sem cansar. Visitem, comentem, divirtam-se! Beijos a todos :-)
=
---
-
Juliu's Pub agradece muito a Prililifobia's owner à participar do projeto Entrevista com Blogueiros. Conteudo é o que há e se acaso nós encontrarmos com pessoas interessante, fica melhor ainda não é mesmo? Agora é com você leitor, o que achou? Abraços e até a proxima.

Juliu's Pub Entrevista - Joyce Carpes.

-
Olá amigo blogueiro conectado novamente aqui no Juliu's Pub, um lugar que dá realmente o que falar (pelo menos dos papos de bar.). Volto-me aqui novamente para distrair um pouco a você em mais uma entrevista do pub. Continuo agradecendo a você que sempre visita, participa, critica, adora e detesta, afinal o importante é obter o conhecimento de certas existências não é mesmo?
-
Visitante, como bem sabes o mundo blogueiro é muito democrático em relações a muitas coisas e a principal delas é o modo de pensarmos sobre certos assuntos, é se acaso você por ventura não tenha visto por aqui, pessoas com muita atitude também blogam. Seria o caso de nossa entrevistada de hoje, que visita o nosso pub e aceitou fazer uma entrevista para que conhecêssemos um pouco mais sobre o mundo blogueiro, atitude e polémica.
-
Aviso as pessoas que estão perto do bar: Sugerimos não jogar nada que possa virar bummerang e voltar a ti, o espaço amplo de nosso estabelecimento é de total conforto para todos, então utilize bem e deixem limpo. O entrevistado à seguir assina em baixo sobre tudo o que escreveu ou como diria o dito popular, "escreveu não leu..." bom enfim (ela leu). Poderá ser feitas, todo e qualquer tipo de manifestação em palavras a entrevistada poderá ou não responder, então agradecemos a preferência.
-
---
Nome: Joyce Carpes
Cidade: Santos - SP
Blog: O Barulho dos Pensamentos
Assunto: Tudo o que me der na telha de escrever a respeito
Layout: Criado por Martijn ten Napel, quem eu não faço a mínima idéia de quem seja, mas adorei o layout por ser o teto do British Museum, já que sou uma Inglesófila e ainda hei de visitar esse museu, creio que ele seja um tanto condizente com o que meu blog inspira que são as formas e as vozes dos pensamentos.
Desde Quando: 17/02/2007
=
Juliu's Pub: Por que blog?
Joyce Carpes: Sei lá, brotou.
=
JP: quanto tempo você tem seu blog?
JC: Há pouco mais de 3 meses.
=
JP: Como ele surgiu?
JC: Eu vivia em uma comunidade chamada No Escuro, no orkut. Lá eu tinha, e ainda tenho uma fake e não sei por que raios fui tão polemizada lá, despertei tantos amores e ódios das pessoas, principalmente dos "nonos" (anônimos) que me chamaram para escrever no blog da comunidade. Daí então achei legal ter um lugar onde eu pudesse escrever tudo o que me desse na telha sem repressões saca? O que aconteceu é que na comunidade existem inúmeras regras a serem seguidas e coisa e tal e os "nonos" não simpatizavam muito com meus textos porque eram profundos demais e eles estavam lá mesmo era pra zoar e xingar o mundo e falar um monte de mentiras e te tirar do sério... Sabe, tipo um bando de crianças malcriadas revoltadas com os pais tiranos. Logicamente fiz muitos amigos lá também e muitos também gostavam do que eu escrevia. Então resolvi criar o meu blog assim eu escrevia tudo o que me desse na telha e no Blog da NE eu simplesmente escrevia aquilo que eles queriam ouvir... Ou não hauHUhaAHU ainda, volta e meia, provoco reações fortíssimas escrevendo algo que a maioria não gosta.
=
JP: Por que, "O Barulho dos Pensamentos"?
JC: Porque são literalmente os barulhos dos meus pensamentos sabe... Uma amiga minha tem um blog chamado silêncios e palavras daí pensei em O silêncio das palavras, já que a palavra escrita não emite som algum, a não ser o do atrito do lápis ou caneta no papel. Em cima disso pensei no barulho que os pensamentos causam em nossa mente. Pensamos tantas coisas, escutamos tantas coisas de nós mesmos, sem abrir a boca e sem proferir uma palavra sequer. Achei extremamente apropriado pro tipo de coisa que eu tinha em mente!
=
JP: Qual tipo de leitor você acha que tens hoje?
JC: De todo o tipo. Desde os dito "porra louca” até os mais culturais e filosófica. Inclusive aqueles que passam, lêem, não comentam, mas quando me encontram sempre falam algo a respeito. hehehe
=
JP: Você se preocupa com o volume de comentários e visitas?
JC: Na verdade não. O número de comentários não significa que ninguém está lendo sabe. Mas sempre acho muito legal ler todos os comentários. =D
=
JP: Como você escolhe o assunto dos seus posts?
JC: O que eu acho que devo escrever, eu escrevo. O que me dá vontade de escrever, eu escrevo. O que eu olho e penso: hmm eu acho q vou escrever, eu escrevo. O que me pedem pra escrever, eu escrevo (aconteceu uma vez só até agora ahUAHuhUA) e assim por diante tudo dentro dessa linha complexa e filosófica de raciocínio... ai meu cérebro...
=
JP: O que você mais gosta e mais detesta em blogs?
JC: Eu amo coisas criativas que me fazem rir. E Odeio textos longos e mal formatados. Se quiser fazer algo longo faz direito né? E é bom também ter figuras no meio ou no começo ou no fim... Acho bastante importante a ilustração da idéia expressa.
=
JP: Quais os blogs que você mais visita?
JC: Sinceridade? Nenhum... Eu ando tão atarefada que mal tenho tempo pra postar no meu! ahUHAuahUAH Mas quando posso e quando me dá vontade eu xereto os que estão na minha listinha ali do blog: Me tira daqui, Silêncios e Palavras, TV retrô, O Avesso da Vida e Paralelo D.
=
JP: Qual a importância do seu blog na sua vida? Ou é apenas um hobby?
JC: Eu sempre tive a necessidade de escrever o que eu bem entendo. Tenho inúmeros cadernos com historinhas do cotidiano. Até penso em postá-las de vez em quando, mas a correria me pegou de jeito esse ano! Escrevo por hobby e porque essa minha alma de escritora, carinhosamente chamada de pseudo-intelectual e nerd sem vida social pelos meus queridos amiguinhos da NE e também da PDC (Pecados do Confessionário), me faz ter essa vontade imensa de escrever o que mais me afeta, ou não. às vezes são puras banalidades. Vai explicar a mente humana...
=
JP: Quantos blogs você já teve?
JC: Eu era virgem de blogs até fevereiro! LOL
=
JP: O que te desanima em blog?
JC: Não sei... Tenho medo de deixar ele muito parado, mas não tenho tempo para atualizar tanto ele assim e isso me desanima um pouco. Na verdade, no início adicionei colaboradores lá, mas eles também não postavam nada. Assim decidir ficar só eu mesmo e criar um login coletivo para eles quando quisessem acessar e escrever algo, mas antes eles precisam me avisar. =)
=
JP: Alguma mensagem que deveria ser repassada com o blog ao todo?
JC: Pensamentos são mais complexos do que palavras. As palavras, quando não entendidas podem ser explicadas através de um dicionário, mas seus pensamentos não.
=
JP: Qual post você não gosta em seu blog hoje?
JC: hauHAUhauH Eu não gosto do que eu botei na foto do Rubinho! Na verdade é que a criança aqui estava testando umas cositas e fez um link pra um tópico do meu próprio blog! daí escrevi aquilo para mim mesma e achei aquela foto do Rubinho chorando... Mas o povo não entendeu não ahUAHuahUAH
=
JP: Qual assunto você nunca postaria no blog? Por que?
JC: Eu postaria qualquer coisa na verdade. Sem preconceitos! Assim que uma internacionalista deve ser...ou não hauAHuaUHA Não postaria pornografia e nem pedofilia... Nada do gênero...
=
=
- Papo Mix - Aqui Joyce não perdoou nada, afinal o que vale é dizer o Melhor e Pior:
-
Sistema Operacional:
Não existe. TODOS têm problemas.
-
Estilo Musical:
Melhor: amo rock, blues, jazz, mpb, bossa nova, Beatles, Rita Lee, U2, Coldplay e muitos outros que nunca me lembro o nome e coisa e tal. Pior: Não gosto de funk (tirando uns engraçados que um amigo meu escuta no carro ahUAHuah) e calypso (Para mim, aquela mulher não canta, ela berra e muito mal)
-
Meio de Comunicação:
Melhor: Internet Pior: TV (distorce muitas coisas)
-
Filme:
Melhor: O Diabo veste Prada! Pior: Homem Aranha
-
Portal de Internet:
Melhor: BBC. Pior: --------
-
Série e Tv Melhor: Doctor Who, Extreme Makeover, Changing Rooms Pior:24 horas (como me irrita!)
-
Comunidade sobre Blog's:
Melhor: bloggger - blogspot.com Pior: -------
-
Meio de divulgação de blog's:
Melhor: Meu scrapbook e minha tagmessage no msn! Além, é claro da comu do blogspot. Pior: Mensagens coleticas para seus amigos no Orkut
-
Blog:
Amo os blogs da Lola : Silêncios e Palavras e Me tira daqui. Pior: não sei, me esqueço dos nomes destes =\
-
-
ESPAÇO ABERTO - As palavras de Joyce, que faltaram na entrevista, sobre tudo:
-
Acho super interessante as pessoas terem um espaço na internet para falarem o que pensam sem o menor problema sabe. Mas tem que se ter cuidado para isso não prejudicar seu desempenho em outras funções do cotidiano (hahaha lá vem a nerd pseudo-intelectual sem vida social dar lição de moral! Nonos agora diriam: SAMANTHA VAI SE FUDER! - Samantha é meu fake). Tenho uma vida bastante agitada, professora de inglês, cursos na cultura inglesa e mais a facul me tira o fôlego! Entretanto, eu amo muito tudo isso (desculpe-me McDonalds). Amo meu emprego, meus amigos, meus colegas, cursos, alunos, tudo...Para ser sincera eu acho que as pessoas deveriam pensar muito mais! Sou a favor de fazer as pessoas pensarem em tudo e em todos (como meus alunos odeiam isso!). Pensar faz bem, você envelhece mais devagar - mentalmente, é claro. è muito importante refletir a respeito de tudo, buscar soluções até mesmo no momento mais desesperado da sua vida! Eu adoraria ver mais comentários no meu blog exatamente por isso. Eu teria certeza que estou fazendo pessoas pensarem e se eu provocar uma discussão então... MARAVILHA!Eu amo debates Acho que é só isso. Não estou nem um pouco afim de dissertar a cerca do manifesto do partido comunista e xingar Marx com todo o meu folego porque ele era um desempregado sem vergonha na cara, nem fazer um discurso a respeito de ciência política, nem citar artigos do código civil ou constituição, nada disso. Ou quero?Mmmm...

That's All.
-
-
----
Juliu's Pub agradece toda a sinceridade e a participação de Joyce, agora é com vocês.

- Senhores comentando no canto do bar:
- "Espero que peguem leve com ela."
- "'...hein?"
-

Juliu's Pub Entrevista - Claudia Lis.

Olá caro leitor ou leitora, venho por meio desta dizer o quanto estou satisfeito com o projeto e também feliz. Com toda a receptividade com o projeto, estaremos ampliando então as entrevistas e também criando novos espaços e ideias para expandir o projeto, hoje estreia então nossa entrevista com blogueiros 'novos', mas que obtém uma historia interessante de o porque chegaram aqui, e assim acredito que todos nós iremos aprender uns com os outros.
-
*Gostaria de aproveitar esse espaço e agradeçer a otima recepção de todos em relação a entrevista com Márcio Pimenta. Se pedirem bis, prometo procura-lo novamente.(risos)
Atenção Blogueiros.
-
Já sabem, nada de socos, muros ou chutes, tudo dito aqui é de responsabilidade do entrevistado, o primeiro que pedir toalha perde, o primeiro que não deixar dados em contato não será relevado, o primeiro que pensar em dizer palavras ofensiva ira para o banco e pensar no que fez, sendo dito as regras boa diversão.
---
RAIOX
Nome: Claudia Lis Santos Gonçalves
Cidade: Salvador
Assunto: Contos, cartas, textos e trechos,
até então sobre passagens da minha vida ou sonhos meus.
Layout: Modelo padrão, criado por Douglas Bowman (minima). E a partir das minhas definições, apresenta um visual clean e com muito branco; textos em preto e observações em tons de cinza; fotos minhas desfocadas, para transmitir a idéia de realidade ou surrealidade; elementos em vermelho representando feminilidade e verde para contrastar (cor complementar do vermelho).
Desde Quando: Primeiro dia do ano de 2007. (Gosto disso!)
=
=
Juliu's Pub: Por que blog?
Claudia Lis: Escrevo para compartilhar vivências. Gosto de refletir, e conversar com as pessoas, que por vários motivos me pedem conselhos ou comentários diversos. Passo a madrugada postando em comunidades traduções de musicas, interpretações de clipes, comentários de CDs, músicas, artistas entre outros temas que me solicitam. Gosto de ver que as pessoas se entretêm com as minhas postagens. Sendo assim, encontrei mais um meio de representar minhas idéias e conceitos para compartilhar com amigos próximos e também distantes.
-
JP: Há quanto tempo você tem seu blog?
CL: Completou cinco meses em maio. Ainda tenho muito que aprender.
-
JP: Como seu blog surgiu?
CL: Certo dia precisei postar comentários em um blog que visitei por acaso e por pensar que só seria possível comentar sendo também um blogger, então criei um, só para aquele fim. Após ter comentado, me senti incentivada pela qualidade textual do tal blog e decidi dar continuidade ao meu espaço virtual. Ressalto também que escrevo desde adolescente.
-
JP: Qual tipo de leitor você acha que visita o seu blog hoje?
CL: Público que escreve textos pessoais, como contos, poesias, entre outros do gênero. A maioria é feminina e entre 20 a 35 anos. Um verdadeiro “Clube da Luluzinha” (risos). Nem tanto, os homens também marcam presença e são sempre bem vindos! Afinal... (risos)
-
JP: Você se preocupa mais com número de acessos ou com volume de comentários?
CL: Acho fundamental receber feedbacks. Sempre que faço novas postagens recebo comentários com conselhos, troca de experiências, ou elogios. Ainda que o volume de comentários não seja grande, estou satisfeita com a qualidade deles, pois aprendo muito com os variados relatos. É animador ter um bom volume de comentários, quando acontece, mas o que me incentiva realmente é a qualidade deles.
-
JP: Como você escolhe o assunto dos seus posts?
CL: Escrevo sobre momentos, fatos, pessoas, ou pequenos detalhes simbólicos da minha vida. Ao ouvir música principalmente, lembro de acontecimentos que tiveram grande significado para mim e surge a inspiração. Escolho assuntos que valorizo, como amigos, estudos, sonhos, viagens, trabalhos, amor, entre outros...
-
JP: Como você escolhe o estilo (humor, triste, etc) de cada post?
CL: Estilo, triste ou alegre, é justamente a sensação que determinado acontecimento gera em mim, quando da sua conclusão. Ou seja, se a história teve ou não um “Happy End”, “Happily Ever After”, “Happily Never After”, ou um fatal “Rest In Peace”.
-
JP: Como você divulga seu blog?
CL: Meu método é divulgá-lo para bloggers que postam sobre gênero similar ao meu. Participo de uma comunidade que tem um tópico repleto de bloggers nesse perfil. Além disso, divulgo na Blogspot.com(Blogger) e entre amigos virtuais e atuais. Caso alguém tenha mais alguma sugestão, aceito sim, obrigada!
-
JP: Me conte sobre sua participação na comunidade Blogspot.com(Blogger)?
CL: Tenho participado bastante do tópico “Analise o blog acima”. Lá exerço minhas funções de moderadora, “pegando no pé” da galera (de leve), e de membro, analisando efetivamente. Como sou designer, com Diploma de Honra ao Mérito da Universidade Salvador (Ih, agora me achei hein! Oh, desta vez, por favor, me desculpem pela falta de modéstia, mas amo meu diploma lindo), gosto de exercitar a minha crítica sobre o valor estético-funcional no mundo virtual e impresso e acabo postando análises detalhadas. Os analisados sempre me retornam através do scrapbook. Fico feliz com isso. Também já recebi dicas interessantes no tópico e já implementei. Enfim, participo orientando sobre uma boa integração dos sistemas de informação (texto e imagem), ergonomia (usabilidade, leiturabilidade e navegabilidade) e harmonia visual (cor, tipografia, imagens, fundo).
-
JP: Nos conte sobre a polêmica dos últimos acontecimentos relacionados a entrevista do Dan Moura?
CL: Hum, imaginei que esse assunto viria a tona (risos). Ok. Tudo começou quando ao ler a entrevista do Dan Moura, fui surpreendida com a seguinte frase dele: “bem como os moderadores são rotativos... eu acho que os melhores foram o Julio Camara e o Ken...O Pior acho que foi a C●Lis, mais é porque eu nunca vi ela na comunidade...(nada pessoal mesmo)”. Ao ler o termo PIOR pensei mil coisas na hora. Na verdade pensei em me suicidar sabe? Brincadeira (risos)! Como já gosto de tirar satisfações (Davis bem sabe), o fiz no tópico do Open Bar. Ressalto que só tiro satisfações quando acredito que a pessoa sabe discutir ao invés de agredir e foi o caso do Dan, que me respondeu explicando tudo e se desculpando. Estávamos de mal, mas fizemos as pazes com um emoticon de abraço de amigo:
(_______________o_______________)
-
JP: Como você quer finalizar toda a polêmica?
CL: Eu não pretendia causar confusão ao tirar satisfações sobre algumas informações lidas na entrevista. Acho que o problema foi a tal da palavra “pior”, que me assustou um pouco. Então resolvi questionar sobre a minha atuação na comunidade, pois queria saber se já havia agido de maneira equivocada lá dentro, mas não foi o caso. Foi tudo um mal entendido que acabou bem.
-
JP: Você acha difícil ser moderadora em uma comunidade para blog's?
CL: Como em tudo na vida, acho fundamental ter coerência e respeito também para moderar e procuro agir assim. Até o momento, a minha dificuldade é apenas a vontade, contida em função da falta de tempo, de ter uma participação mais ativa na comunidade.
-
JP: O que você mais gosta e mais detesta em blog's?
CL: GOSTO: Bom conteúdo textual, com uma escrita clara e um layout harmonizado visualmente. Além disso, uma boa integração entre texto e imagem. DETESTO: Música em blog eu acho ruim e é uma questão pessoal mesmo. Sou viciada em minhas músicas e se sou obrigada a escutar outra, justo no momento da leitura, o texto pode ser o melhor do mundo que não vai me manter concentrada ou interessada.
-
JP: Qual a importância do seu blog na sua vida? Ou é apenas um hobby?
CL: Meu blog é um hobby, ele tem uma boa importância para mim, na medida do possível para mantê-lo. Como tudo que produzo faço com carinho, reservo um tempo nas minhas atividades para cuidar bem dele.
-
JP: Alguma mensagem que deveria ser repassada com o blog, ou algum post em particular?
CL: Sim, sim! Tenho um texto chamado “Minha Vida Universitária”, que prioritariamente fala sobre motivação. Nele eu relato alguns fatos da minha vida acadêmica e profissional, em que tive êxitos. (Só não vale me chamar de Narcisista hein Davis e companhia!). Enfim, é um texto dedicado a minha prima Danielle, em que deixo um incentivo para que as pessoas sejam o melhor de si.
-
JP: Qual Post seu você mais curte e qual você não gosta? Por que?
CL: CURTO: “Voz em mim”. É um conto de amor cuja formatação textual me agrada. O considero expressivo e com uma linguagem mais madura. Mesmo repleto de subjetividade e mensagens nas entrelinhas, apresenta clareza e objetividade nas palavras. NÃO GOSTO: “Postponig Happiness”. Texto sobre um aborrecimento. Escrevi em inglês, pois tenho a sensação de que a fuga do português reduz o peso emocional das palavras, deixando-as menos carregadas. Só sensação mesmo. É um texto breve, triste e desesperançoso, apesar de que foi só uma fase mesmo. Ufa, que bom (risos)!
-
-
- Papo Mix - Aqui Claudia Lis, mandou bem no Melhor de cada item , mas pediu para não particiar do Pior, por conta do acontecido a entrevista com Dan Moura, que causou polêmica na comunidade Blogspot.com(Blogger). (obs. Só desta vez hein Lis.rs)
-
Sistema Operacional: Windows XP
-
Estilo Musical: Escuto Madonna, Cowboy Junkies e Beyoncé. Música é a minha vida!
-
Meio de Comunicação: Todo tipo de mídia impressa. Design gráfico na cabeça (risos)!
-
Filme: Senhor dos Anéis e O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (precisei citar dois, ok?)
-
Portal de Internet: Costumo usar o redirecionador Google, mas raramente também uso o portal UOL.
-
Série e Tv: SÉRIE: Friends. / TV: Não tenho paciência para TV, assisto apenas ao jornal com o meu pai e programas de decoração no People + Artes.
-
Moderador da Comunidade Blogspot.com (Blogger): Davis, my boss (risos). Ainda não conheço bem os outros, mas desde já adianto que gosto deles. Quanto ao Davis, temos trocado figurinhas sobre moderação, já até rolaram faíscas (risos), mas faz parte e eu aprendo com ele. *Davis também foi entrevistado pelo Juliu's Pub, conheça-o um pouco mais aqui.
-
Meio de divulgação de blog's: Desconheço, mas aceito indicação.
-
Blog:O “acepipes escritos”. Virei fã!
-
-
ESPAÇO ABERTO - Aqui é o espaço aberto e ilimitado para falar sobre tudo e todos. E com vocês Claudia Lis.
-
A oportunidade de mediar uma grande comunidade me pegou de surpresa. Algo repentino, mas creio que consciente, pois troquei muitas idéias com o Davis, via e-mail, antes da função. Encarei a intimação dele como um desafio e agradeço o voto de confiança. Agradeço também a receptividade dos moderadores e de alguns membros, os que já tive contato, menos é claro, o chato do Dan (brincando e risos). Espero estar transmitindo boas orientações, bem como vir a aprender coisas novas. Obrigada também Julio, pela oportunidade de falar sobre a minha vida de blogger.
Beijos com caracteres: =***
Claudinha Lis
=
=
Juliu's Pub, agradeço muito a Lis, uma pessoa muito carismatica, e também muito comunicativa. Com tudo isso é conteza que irá continuar com um blog bacana, e fazer a sua parte no mundo bloguistico. Então fica o espaço para você agora que esta lendo, manda pergunta, duvida, critica ou sugestão, aceitamos até ValeVisa.(risos)

Juliu's Pub Entrevista - Márcio Pimenta


Quando comecei as entrevistas, não viria a imaginar o tanto de pessoas que realmente querem saber mais sobre o mundo blogueiro, e sobre as pessoas que os fazem. Creio estarmos chegando a novas fronteiras em comunicação, blog está por aqui hoje então sejamos pioneiros em diser que os blog's mais interessantes deveriam estar no Brasil ou ser de brasileiros. Um ótimo exemplo em pioneirismo de blog inteligente é de Márcio Pimenta. Quem ainda nao viu perde um dos melhores conteudos de internet atual, dizem até por aqui que é bem melhor ver noticias cotidianas pelos blog's do que pela TV. O Blog do Márcio Pimenta é um exemplo de como podemos ser bem informados e também criados de opiniões. Espero que gostem da entrevista.

- Aviso.
Todo o conteudo de respostas é de responsabilidade do entrevistado. Todo e qualquer comentario será aceito, mas por favor, mantenhamos a democratização do bom senso. O entrevistado poderá ou não responder, depende do mesmo. Mas de qualquer maneira sejam bem vindos a um novo estilo de entrevista, aonde ela se estende pela vida util do blog.

---

RaioX -Nome: Márcio Pimenta
Cidade: Salvador-BA / Santiago - Chile
Blog: Pimenta nos Olhos - http://www.pimentanosolhos.net/
Assunto: Economia, política e cultura
Layout: Adaptei um já criado pelo Wordpress.
Desde Quando: Pouco mais de 1 ano.
==
==
Juliu's Pub: Por que blog?
Márcio Pimenta: Necessidade de expor meus pensamentos e idéias fora da formalidade exigida nos meios acadêmicos.
==
JP: Há quanto tempo você tem seu blog?
MP: Pouco mais de 1 ano.
==
JP: Como ele surgiu?
MP: Eu tinha um site antes, onde disponibilizava artigos escritos por mim, material para serem utilizados em sala de aula, etc... e tinha um espaço onde era uma espécie de blog. E fui percebendo que este era o espaço que eu gostava mais. Mas nem sabia nesta época o que era blog. Fui procurar saber e quando vi já tinha criado um, numa plataforma gratuita, de forma a experimentar. Fui conhecendo outros blogs e gostando cada vez mais. Virou meu espaço predileto.
==
JP: Quantos blogs você já teve?
MP: Somente este blog. Usava uma plataforma gratuita e depois que vi que estava num caminho sem volta, migrei para o Wordpress. Mas o conteúdo do blog é o mesmo. Tenho essa mania de que se gosto de algo, mergulho de cabeça. Não sei fazer pela metade. Preciso estar apaixonado pelo que faço, se não tiver paixão sairá mal feito. As piores coisas que fiz na vida, foram aquelas em que não me dediquei por não ver mais razão em continuar. Meu blog é menos do que gostaria que fosse e muito mais do que pensei que seria um dia. Se um dia desistir desse, não haverá outro.
==
JP: Qual tipo de leitor você imagina ter hoje?
MP: Bastante variado. Há profissionais das mais diversas atividades, estudantes universitários e até um publico mais jovem. Sempre me preocupo em não usar termos técnicos de forma a universalizar as idéias e todos poderem participar do debate.
==
JP: Você se preocupa com o volume de comentários e/ou visitas?
MP: Sim. Quem não se preocupa com esta questão acaba por fazer mal feito ou está mentindo. É importante que as pessoas comentem e nos dêem um retorno sobre o que foi escrito. Não que vá mudar a nossa idéia, mas pode chamar a atenção para algo que não havia percebido antes. Gosto muito dos elogios, mas sinto falta das críticas. O erro é colocar os números em primeiro lugar. Em primeiro lugar a qualidade daquilo que está sendo oferecido.
==
JP: Como você escolhe o assunto dos seus posts?
MP: Para ser sincero eu sou muito desorganizado (risos). Já tentei planejar assunto, elaborar uma pauta, essas coisas. Mas não vinga. Quando sento de frente para o notebook é que decido o que será escrito. Essa é outra a grande vantagem do blog.
==
JP: Conte-nos um pouco de sua bagagem pessoas e profissional no blog?
MP: O blog por permitir esta interação entre o leitor e aquele que escreve, deve ser um local para troca de experiências. O que eu tento é colocar experiências pessoais e profissionais ao longo dos meus textos. Há um espaço que criei “Músicas que eu gosto” onde tento extrair memórias que aquela música deixou. Nas crônicas tento colocar outras memórias de uma forma mais descontraída.
==
JP: Agora sobre as entrevistas: Grandes personalidades e imagens com a entrevista com o Papai Noel, qual a intenção em entrevistas de tipos variados?
MP: (Risos) O Papai Noel foi uma idéia que tive logo que comecei as entrevistas. Não queria entrevistar apenas personalidades, mas gente comum que de alguma forma tivesse uma participação ativa e não passiva. E estávamos no Natal. Há alguém mais ativo nesta época do ano? (Risos). Gosto de diversificar os entrevistados para que possamos ter um panorama de como essas personalidades pensam. O que é o Brasil para eles? Eles pensam como nós, no sentido de que nós, não temos compromissos contratuais além da nossa Constituição ou seus laços são demasiadamente estreitos?
==
JP: Qual entrevista você mais gostou de fazer?
MP: Sob esta perspectiva que mencionei acima, a entrevista que mais gostei e mostrou um caráter raro foi o jornalista Flavio Gomes. Presenciei um fato onde ele mostrou-se completamente íntegro como pessoa e como profissional. A Fernanda Takai foi de uma amabilidade impressionante. Fiquei fã dela. E há um ainda uma entrevista que não publiquei pois faltam uns detalhes, trata-se de um cubano que lutou na Baía dos Porcos. Embora não concorde com ele, admito que possui uma história de vida é riquíssima.
==
JP: Quais são os planos para o blog?
MP: Queria colocar um podcast mensal e conseguir um patrocinador fixo, sem aquela coisa de cliques, que de forma alguma colocarei em meu blog. Mas tenho três problemas: não há público suficiente ainda para isso, minha voz no gravador fica péssima (Risos) e eu não aceitaria qualquer coisa por dinheiro. Não dependo do blog financeiramente, portanto, só aceitaria algo que não interferisse em meus textos e na liberdade que o blog me dá. Quase sai um acordo este mês, mas acho que pedi muito alto! (Risos)
==
JP: O que você mais gosta e mais detesta em blogs?
MP: Conteúdo. Não precisa ser um assunto que eu tenha conhecimentos. Mas algo que tenha sustentação. Com textos bem argumentados se tem um excelente blog, independente do assunto. Detesto blogs onde a propaganda domina o lay-out. E o número de blogs caçadores de clicks tem crescido assustadoramente! Pensam que irão ficar ricos, mas se pensassem que a propaganda que fazem é infinitamente maior que os rendimentos que poderão obter, talvez se valorizassem mais.
==
JP: Quais os blogs que você mais visita?
MP: Nossa, são tantos... gosto muito do Frigideira, apesar de quase nunca concordar com ele (risos), o Espera Estou Pensando, que me agrada demais, tem também o Catatau, que é muito bem escrito, tem o Metamorfose Pensante, com textos riquíssimos, o Simetria que sempre foi uma referência para mim, o Blog do Cássio... são muitos que não citei aqui mas que sempre faço uma visita.
==
JP: Qual a importância do seu blog na sua vida? Ou é apenas um hobby?
MP: É um hobby sim. No blog meu único compromisso é comigo e meus leitores. O resto que se dane. Sou simples e o meu blog de certa formar também o é. Puro reflexo.
==
JP: Você acha que o blog poderá atingir o status de meio de comunicação independente no Brasil
MP: Não acredito em independência. Há blogs famosos que estão completamente comprometidos com alguma corrente empresarial. Ele é pago por uma certa empresa e terá que pensar muito sobre o que irá escrever. Se recebe por aquilo está de mãos atadas. Só para citar como exemplo, há pouco tempo recebi um email de um blogueiro me pedindo para escrever um post falando do site comercial que ele havia criado, em troca eu teria links em outros sites. Nem respondi. Ele insistiu e falei que se ele quisesse o link lá, teria que me pagar. Mas não aceitaria fazer o post. Ele insistiu mais uma vez e não respondi mais. Veja bem, meu blog nem chega perto dos mais famosos! Imagine o que não acontece com os blogs mais famosos.
==
JP: O que te desanima em blog?
MP: Até o momento nada. Estou bem envolvido, mas claro que há dias em que não quero escrever nada. Mas fico com um certo remorso e no dia seguinte tento compensar os leitores.
==
JP: Qual assunto você nunca postaria no blog? Por que?
MP: Já falei de tanta coisa que não posso mais afirmar que não faria isso ou aquilo, mas sempre que posso evito falar de religião, mas religião é política e assim está sempre sujeita a pitacos.
==
JP: Qual Post você mais curte e qual você não gosta em seu blog? Por que?
MP: Curto muito minhas crônicas, é uma coisa nova e tenho um certo orgulho. Mas há um post bastante antigo que me lembro com muito carinho, foi uma homenagem ao Telê Santana, no dia da sua morte. Como corintiano, jamais imaginei que sentiria falta dele. Me enganei. O pior? Vários! (Risos). Ai escrevo outros rapidamente até que ele suma da tela principal. (Risos).
==
==
- Papo Mix - Aqui Márcio Pimenta não deixou nada por ser dito. O melhor o o pior em:

Sistema Operacional:
Melhor: Mac. Pior: Windows
-
Estilo Musical:
Melhor: jazz, blues e MPB. Pior: pagode e axé-music, veja bem, axé-music são músicas baianas que vieram depois de Luiz Caldas, até ele, e ele incluso, tivemos coisas legais que só restam na voz de Daniela Mercury.
-
Meio de Comunicação:
Melhor: rádio e internet. Pior: TV
-
Filme:
Melhor: Diários de Motocicleta. Pior: Fidel, uma biografia (acho que é esse o título).
-
Portal de Internet:
Melhor: Deutsche Welle. Pior: Globo.com
-
Série e Tv:
Melhor: House. Pior: Lost, os produtores parecem completamente perdidos.
-
Comunidade sobre Blog's:
-
Meio de divulgação de blog's:
Melhor: recomendação de leitores, certamente virão leitores. Pior: Orkut, certamente virão visitantes relâmpagos.
-
Blog:
Melhor: Blig do Gomes. Pior: Jacaré Banguela e outros do gênero.
==
==
ESPAÇO ABERTO - Aqui é o seu espaço aberto e ilimitado para falar sobre tudo e todos.
-
Esta iniciativa sua foi muito legal. É bom que os leitores conheçam mais aqueles que estão escrevendo. E nada melhor que uma entrevista. Isto mostra ainda a seriedade com que você está levando seu trabalho. Parabéns pela iniciativa!
==
==
E assim Juliu's Pub encerrou a entrevista com essa personalidade que ainda ira dar o que falar, agora jogo-o aos leões internautas. Até a proxima.

Linhas

Passeando pelas hot lines dos jornais brasileiros em grandes portais, percebi que estamos decaindo um pouco na hora que chamarmos um leitor para tal matéria. Veja alguns exemplos abaixo:
- Lula tem razão, é difícil achar bons filmes na TV paga
Bom sinceramente em algo ele deveria ter razão, mas a única coisa que realmente me chamou a atenção nessa hot line foi o fato do Lula esta entendendo bem de zapear pela televisão. Pode ser só eu, mas, o presidente não teria que utilizar um tempo livre para "algo mais"...
- Picape com duas frentes causa frisson nos Estados Unidos
Ultimamente os americanos ficam em frisson em relação a qualquer coisa, alias, meu primeiro pensamento foi: " estilistas também tem opiniões fortes na industria automotora?"
Pois é queridos amigos, já estão achando provas do que já existia críticos na idade medieval, acho que se chegarem a achar algo sobre os dinossauros com certeza os críticos irão receber o devido respeito. Mas vale lembrar, que nem Arquimedes ficou livre de tais acontecimentos. [Julio Moraes simpatizando com Arquimedes, possivelmente escrevendo cartas a sua família dando os pessames pelo acontecido].
Bom, o que comentar a uma pessoas que obtém milhares de libras no bolsa, tempo livre, família de gerações respeitadas, pai famoso, irmão geek, fotos em tablóides toda semana, toda coleção de armani, boateng, vite perfils completos no orkut. . . Um minuto por favor, me senti um pouco vazio agora.
"Tudo vale no amor e na guerra", agora aparentemente também nos negócios. Vale lembrar que eu não gostaria de ver um futuro chefe meu nu, mas a pessoas para todos os gostos. Alias isso sim é causar frisson.
E mais uma vez vemos a eloquência de um jogador, esse pelo menos foi mais especifico em dizer que, não saberia o que dizer.
Eu selecionei para mostrar a você que certas coisas não mudam, eu acho que a primeira matéria sobre o assunto com uma personalidade se arrepende até hoje de existir, pois a utilizam since the 7o's. Ao ler contive minha ansiedade e soltei algo inexpressante, acho que foi algo parecido quando a mão do artista viu. Disse o seguinte: "Hum..."
Apesar da tentação, eu realmente não quero saber, obrigado e não exista.
--
Tolerância zero a alguns editores em jornalismo web. Alguém se habilita a mostrar mais alguns?

Juliu's Pub Entrevista - Raquel Labarca


Julio Moraes de volta com mais um entrevista que promete o que falar, ela que será nossa primeira entrevista do sexo feminino, mandou bem e não escondeu nada sobre o porque não estar mais o blog. Raquel Labarca é a convidada do Juliu's Pub e respondeu todas as perguntas se dó nem piedade. Mas sejamos sinceros, todos nós nos cativamos pelo sorriso dela né não...
Atenção leitores: Toda a entrevista que está postado aqui é original de fabrica, e não modificamos nadin, só demos um look no português para ficar mais bonito. Utilizem o espaço de comentarios para democratizar a entrevista, deixe seu nome e se possivel um contato, poderá até mesmo deixar uma pergunta que a entrevistada poderá ou não responder... Espero que goste.
-------------------------
RaioX -
Nome: Raquel Labarca
Cidade: Sorocaba
Ex Blog: Nascer do Coração
Assunto: Adoção
Layout: Jeane Templates
Desde quando: Novembro de 2006 a Abril de 2007
--
Juliu's Pub: Raquel, porque blog? e porque não o tem mais hoje?
Raquel Labarca: A idéia do blog nasceu junto com o amadurecimento da vontade de adotar um bebê. Era minha terapia, meu espaço para lidar com esse momento. Bem, o fim foi bem pessoal, mais pessoal que a criação dele. Quer saber detalhes?
--
JP: Acho que todos os leitores fãs gostariam de saber... Você poderia nos contar?
RL: É fui uma tanto mal educada com eles...Bem, o blog era minha sala de estar. Parte de mim, dos meus sonhos. Imagine um blog que você cria para a espera de seu filho. Tinha absolutamente tudo que eu amava, blogs amigos linkados, minhas impressões sobre o mundo, tudo com muito carinho, e lá recebia visitas, na grande maioria muito carinhosa. Enfim comecei a receber insultos, abrir o blog, era um susto. E do blog as ofensas partiram para um grupo de adoção o qual eu participo. Senti-me completamente sem defesa. Como impedir que uma pessoa invada seu espaço, zombe do que valoriza? Sabe Julio, meus amigos me dizem te amo! Não soube lidar com isso. Não soube lidar com a maldade, pura e simples...
--
JP: Você sabe de onde veio o insulto?
RL: Sim, eu sei. Não eram anônimos. E quando tentei mostrar às pessoas quem era, me defender foi pior...
--
JP: Por que você acha que o seu grupo e você foram atacados?
RL: Não sei. Um dia na comunidade me disseram assim: detesto blogs felizes como o seu!. Tem gente que se incomoda, talvez.
--
JP: E esse foi o motivo principal do desligamento do blog?
RL: Comecei a repensar a exposição.eu sou um livro aberto. Em tudo que faço, desde que nasci.Não tenho vergonha de nada, de me expor.Mas a exposição tem isso. A net é maravilhosa.Faço amigos aqui. Mas aqui também tudo que há de pior se salienta. Somos quem queremos ser.
--
JP: Você gostaria de passar alguma mensagem a todos sobre o fechamento de seu blog? A todos que gostaram do seu blog e a todos que não gostaram...
RL: Bem, o que eu já disse para alguns: O blog não existe, mas foi uma experiência deliciosa.Descobri que amo escrever e amo também esse mundinho dos blogger.Por isso continuo aqui , xeretando. Lendo, comentando.Torcendo pelos amigos que fiz aqui.
--
JP: Existe alguma chance de você retornar com o mesmo blog, ou outro?
RL: Com o mesmo não. O Julio Câmara outro dia o colocou de volta, mas não tinha mais minha cara.Se eu voltar, será tudo novo.
--
JP: Então vamos falar sobre blogs. Qual você mais visita hoje?
RL: Acepipes Escritos, Meus filhos do Coração.
--
JP: Como você define a sua participação na comunidade Blogspot.com(Blogger)?
RL: Nunca pensei nisso...mas lá é um canto meu, com um Bar e amigos legais.E claro, do meu jeito dou meus pitacos, minha visão das coisas.Sou uma das BALZAQUIANAS de lá.rs...
--
JP: O que você acha de sua popularidade na comunidade?
RL: Não sou popular.
--
JP: Me fale sobre os moderadores da comunidade, alguma opinião?
RL: Sou suspeitíssima! São meus amigos...Acho que cada um exerce uma função importante.Precisamos de todos.Só não podem brigar pelo de deus...
--
JP: Me conte o que você mais gosta, e o que mais detesta em blogs?
RL: Adoro blog de "gente", gente que conta sua história, que me faz chorar, que me faz sentir melhor, rir...Adoro rir e tem tantos bons...Diria que não gosto de blogs deprimido, sou psicóloga, e entendo que é uma forma de elaboração, terapêutico até. Mas como leitora, fujo de baixo-astral.
--
JP: Qual sua opinião sobre o futuro da blogsfera?
RL: Acho que não tem mais como retroceder.Cada vez mais os laços se fortalecem entre os bloggers, a criação, o estudo, as afinidades, é um mundo a se explorar muito interessante.
--
- Papo Mix - Aqui a Raquel mandou o Pior e o Melhor de sua lista...:

Sistema Operacional: Melhor: XP . Pior - Linux
Estilo Musical: Melhor (no momento) - Black Music. Pior - Funk
Meio de Comunicação: Melhor - Internet. Pior - panfletagem, que suja a cidade e ninguém lê.
Filme: Melhor - O fabuloso destino de amèlie poulin. Pior - O Corpo com Antonio Banderas.
Portal de Internet: Melhor - melhor PsiqWeb, tudo sobre Psiquiatria e Psicologia. Pior - Terra.
Série e Tv: Melhor - Um policial da Fox, que nao lembro.rs. Pior - pior 24 horas...rs...vou apanhar.
Moderador da Comunidade Blogspot.com(Blogger): Melhor - Julio Câmara. Pior - Uma que mal apareceu, e logo saiu, Isadora talvez.
Concurso para Blogs: Nunca participei, nem nunca li nada sobre concursos
Blog: Melhor blog: Síndrome de Estocolmo. Pior - Os Malvados

ESPAÇO ABERTO - Raquel diz suas ultimas palavras na entrevista...

Nossa mas você me deu mais espaço do que eu merecia: tomei uma taça de vinho e falei pelos cotovelos. Obrigada por me citar no Quiz, mesmo sendo uma sem-blog Bjs e fica com DEUS.!!

-----

Juliu's Pub agradece muito a Raquel, e pede aos blogueiros de plantão que sejam educados e diviam com todos os outros os conhecimentos e fatos de vida. Seja qual for o seu estilo aceitaremos, então aceite a do proximo. União blogueira será necessaria um dia. Até logo a todos.

Sorrir



Quanta saudades, a mente me chega de repente
Saudades de um tempo que era lindo envolvente
Lembrança do circo, de lona sempre bem rasgada

Que era uma gostosura, uma alegria da molecada
Tinha circo...de teatro, de animais, e de mil variedades
Que era a maior festa, quando eles chegavam as cidades
Na frente tinha os vendedores, os famosos doces e pipoca
Tinha muita alegria, muita luz, amendoim torrado e paçoca


"...O Sol oblíquo da manhã cria longas sombras pela rua. Encosta a ponta do guarda-chuva no chão conforme anda e assobia musiquinhas. Imagine um Chaplim mais para desengonçado e esquisito do que charmoso e você terá uma imagem bem acurada. Sua mente voa alto e saltita longe. O palhaço vê as coisas do mundo enquanto anda e julga compreendê-las mais perfeitamente do que qualquer outro. Ele, e só ele, enxerga a beleza secreta que se esconde em tudo! Do caos de pensamentos uma idéia ganha força. Um iconoclasta bizantino apaga imagens religiosas com cal, pois sua ordem considera um sacrilégio a representação de Jesus ou santos em imagens. Uma interpretação radical do princípio da não-adoração de ídolos. Certo dia vê uma imagem da virgem e quando está prestes a destruí-la a considera tão perfeita que se convence não ser uma interpretação artística da face de Maria, mas o seu rosto verdadeiro e se apaixona. Ele começa por deixar a peça para ser apagada depois das outras até que apenas ela resta. Talvez o iconoclasta enlouqueça a esta altura, ou talvez apague a imagem chorando pois seu medo das leis dos homens é mais forte que seu amor por Deus, mas não sem uma boa dose de culpa. Conto curto, não mais do que sete páginas. O palhaço sorri enquanto brinca em sua mente como uma criança dentro da caixa de areia..."


Nosso coração parecia ir até a boca, com o salto mortal
Que dava os trapezista, de forma arrojada, sensacional
Tinha os mágicos, bailarinas,equilibrista, no cabo de aço
E tinha o mais querido, o esperado, amado, e alegre palhaço

O mestre de cerimônia na abertura famosa , " respeitável publico..."
Era um espetáculo lindo puro, alegre, emocionante, e até pudico

Pena que hoje esta tudo mudado, o circo já não é o mesmo de outrora
Até a criançada, não liga mais, nossa alegria parece ter ido embora


..."A chuva aperta e ele acelera o passo até a livraria. Entra correndo e dá de cara com os inúmeros livros das prateleiras que parecem gritar com os braços estendidos: “Eu! Pega eu! Pega eu aqui!”. A multidão de livros o ensurdece e o palhaço se entusiasma. Quer comprar eles todos! Ler todos eles de uma só vez! Pega um dos livros sorridente e vê o selo da editora. É, ele reconhece. Enviou uma coletânea de contos para ela para ver se a publicava. Não responderam. Reconhece outra. Disseram que não fazia parte do perfil da editora. Mais uma. Não trabalhavam com autores iniciantes. Outra que não estava aceitando originais novos pois já estavam sobrecarregados para analisar o que tinham. Ele vê uma para a qual nem os enviou porque desligaram o telefone no instante em que ouviram a palavra “conto”. Vê outra ainda em que ao menos se deram ao trabalho de falar que contos não vendem antes de desligar. O palhaço não culpa ninguém. Sabe que é verdade. Sabe que ele não vende. Mas não pode evitar de ficar triste ao pensar nas suas dezenas de cópias espalhadas por editoras de todos os tamanhos e especialidades. Seus papéis engavetados juntado pó. Aquelas suas delicadas flores que lhe deram tanto trabalho e tanta alegria em momentos furtados do chuveiro, do almoço e debaixo do sovaco fedido de alguém e que eram agora pisoteadas por gigantes mais populares. No reflexo da vitrine ele se vê pela primeira vez vestido de palhaço e seu coração encolhe. Se sente humilhado e pequeno. Se sente envergonhado de quem é. E é ali que o palhaço finalmente percebe. Ele não vai conseguir. Ninguém vai ouvir. Ninguém vai entender. Ninguém vai ler. E não há nada a ser feito. Com dor o palhaço aceita que talvez ele não tenha força para se fazer entender. Ninguém consegue ouvir um sussurro de poesia em meio às britadeiras. Talvez se tivesse nascido em outro país, ou em outra época, mas aqui… aqui não. Não há a ser feito."...

Mais assim é o mundo, hoje este imenso circo, cheio de tristeza e dor

Parece que neste nosso viver, não tem mais alegria a vida tem outro sabor

So sei que neste mundo incrível, o circo esta acabado, sem espaço para viver

E mais dia menos dia, todo este encanto, e até o palhaço querido...tambem vai morrer.



Mas, porque pensar assim se todo acontecimento é importante, tanto quanto o proximo a vir? Abre um arquivo branco e lá despeja o que sente, e dá ao conto que escreve o irreverente título de “Palhaço”.


Imagem by Débora (pessoa que muda o mundo com um olhar diferente...)