Juliu's Pub Entrevista - Isadora A.


----------Juliu's Pub orgulhosamente volta com Entrevista com Blogueiros. Sinto-me feliz em dizer que o projeto vai vem obrigado, e melhor ainda em dizer que outros blogs estão seguindo a mesma linha de pensamento e mandando bem nas entrevistas o caso de:


O blog manda bem, e as entrevistas são super divertidas, vale a pena dar uma conferida e por que não conhecer mais blogueiros que estão por ai.
-
----------Eis que nossa convidada de hoje é uma mulher que sabe o que quer, o que diz, mas muda sempre o layout de acordo com humor, Juliu's Pub agradece a participação e adverte aos leitores: "Cuidado, em sua prateleira pode haver mais do que imagina."
-
----------Regras para cuidar bem de seus livros que as vezes poderiam funcionar aos blog's. Cuide bem nunca sabe quando ira precisar. Não desvalorize, pois alguém pode gostar, Não rabisque, amasse ou rasgue (ta bom, esse só para livros mesmo). E não desrespeite o conteúdo afinal um ponto de vista a mais na sociedade é melhor que uma tirania, não é mesmo?
-
-
---
RaioX –
Nome: Isadora A.
Cidade: São Bernardo do Campo – SP
Assunto: Assunto ? O que é isso ? Olha, na maioria das vezes, é a falta dele... daí eu enrolo todo mundo com um pouco do meu cotidiano estapafúrdio e todos acham que eu sou legal. Eu sou uma farsa, admito !
Layout: Desde que o blogspot virou “pegue & faça”, muda de acordo com meu humor.
Desde Quando: A Prateleira, desde digamos, Outubro de 2006. Mas tenho blogs há muito, muito tempo, coisa de anos. Nada parecidos, admito. Como os arquivos sumiram, fiquem com Outubro de 2006, mesmo.
-
Juliu's Pub: Por que blog?
Isadora A.: Hmm... Onde mais eu poderia escrever tudo o que eu escrevo sem ser presa, digo, censurada? Gosto muito do esquema de blogs. Tanto do espaço amplamente aberto pra ser o que o ‘dono’ tiver vontade, como da intimidade que também tem, por outro lado. Além disso, os leitores são, na sua maioria, donos de blogs. Os princípios são basicamente os mesmos, o que te deixa bem à vontade pra ser o que quiser, ali. Ah sim, e minha letra é decididamente, horrível.
-
JP: Como ele surgiu?
IA: Foi surgindo com todos os outros blogs que eu já tive, evoluindo (ou não), e se ajeitando. Daí deu nisso.
-
JP: Quantos blogs você já teve? Atualmente, possui mais de um? Quais as diferenças entre eles?
IA: Já tive alguns blogs diferentes, com conteúdos diferentes, mas mais por causa da "idade" e do "contexto" em que eu os criei, do que por "vontade própria". Não lembro quantos, talvez 2 ou 3. Hoje, tenho sim mais de um. A Prateleira é o blog principal, o que faço questão de manter, atualizar, e fazer com que vocês riam da minha cara com ele. Tenho também o Chinelo de Dedo, que é um cantinho mais íntimo minhas coisas que não vão muito com a cara da Prateleira. Havia também o Riverside, um blog que eu escrevia em conjunto com uma outra pessoa, apenas sobre música, e eu adorava. Mas, desentendimentos acontecem até mesmo virtualmente, e o blog foi deletado contra a minha vontade, e sem eu saber, o que me fez perder muita coisa. Tenho vontade de fazer algo assim: mais "cultural", com dicas musicais, de cinema, de teatro, enfim, algo mais "jornalístico". Falta tempo e a pessoa que queira atualizar comigo (mande cartas com sugestões, dinheiro e/ou pedidos de casamento pro Julio, ele me repassa!)
-
JP: Qual tipo de leitor você acha que tens hoje?
IA: O tipo de leitor o qual eu também leio o blog. Dificilmente foge disso: vez ou outra algum amigo "distante" desse meio aparece e dá seus pitacos. Mas, fico feliz de ter esse público "blogueiro": tanto as dicas quando as críticas são bem mais apuradas, e muitas vezes, a "distância virtual" faz com que as coisas fiquem muito mais divertidas.
-
JP: Você se preocupa com o volume de comentários ou visitas?
IA: Na verdade, com o volume, não muito. Claro, que adoro ver um texto repleto de comentários. Mas, me decepciono sinceramente quando aparecem aqueles "hahaha, mto bom, bjo, passa no meu!". A impressão é que a pessoa mal leu o texto, e só está querendo encher os SEUS comentários. E provavelmente, é isso mesmo. Fama, meus caros, isso corrompe o ser humano ! Nada dá mais satisfação que ver que leitores importantes pra você leram seu texto e, de alguma forma, isso mexeu com eles. Isso acontece comigo, enquanto escrevo, e é isso que quero que aconteça com quem lê, também. Já as visitas, eu nem sei se isso é computado no meu blog! Aliás, vou pesquisar...
-
JP: Como você escolhe o assunto dos seus posts?
IA: Eu sempre brinco com a falta de assunto. Isso é lema de vida. Já assistiram Peixe Grande, do Tim Burton ? É como aquilo... a vida é bem sem graça, na verdade, mas é porque nós queremos. Sou uma estudante universitária, fazendo estágio, andando de ônibus o dia todo, indo no cinema aos finais de semana. Só isso. Aposto que muitos de vocês também. Eu só tendo colocar um pouco - ok, admito, MUITO - tempero nessas situações cotidianas. Muitas vezes, conto uma aventura incrível, e os leitores morrem de rir, acham que minha vida é uma palhaçada e que eu sou a menina mais feliz do mundo. Na verdade, eu cheguei p*** da vida em casa, brava com Deus e o mundo, brigando. O blog é uma ótima válvula de escape.
-
JP: Qual a importância do seu blog na sua vida? Ou é apenas um hobby?
IA: Não sei. Sinceramente, eu não sei. Era pra ser somente um hobby, claro, mas acabou virando algo mais sério. Nada preocupante! Mas você percebe que o blog está virando algo maior que um hobby quando começa a listar situações pra ele assim, andando na rua, no ônibus, em outras situações. Vontade de correr e “contar” logo o que aconteceu no teu dia... Caramba, eu estou é precisando de um amigo. (ou de um psiquiatra)
-
JP: O que você mais gosta e mais detesta em blogs?
IA: Bom, eu procuro e pesquiso por blogs novos o tempo todo. O mais importante de tudo, são os textos bem escritos. Não tem como fugir disso. E bem escritos não quer dizer que tenham que ser escritos na forma mais culta da língua portuguesa. Pelo contrário, eu tolero gírias e expressões inventadas, eu mesma faço isso. Mas, percebe-se claramente quando é de propósito, e quando é "falta de atenção" - pra ficar educado. Não nego: um layout legal me atrai, e muito. Faço questão de parar e ler algo com uma "cara" bonita, ao passo que um blog que não me atrai visualmente, tem que fazer muito esforço pra que eu leia. O que eu não gosto? Também sou anti "humor-pronto". De uma maneira geral, não só em blogs, mas principalmente. Vídeos do Youtube, fotos, charges, textos recebidos por e-mail, enfim... Esse tipo de coisa. Pra mim, é falta de algo melhor pra dizer. Claro, que uma hora ou outra essas coisas são ótimas, mas na hora certa, e existem melhores maneiras de se fazer rir.
-
JP: Quais os blogs que você mais visita?
IA: Existe uma lista de blogs que eu visito sempre no meu blog, na parte "outras prateleiras". Aqueles que estão lá eu faço questão de passar ao menos uma vez por semana, pra checar as atualizações. Mais especificamente, citando alguns endereços, eu fico com o Championship Vinyl e o Acepipes Escritos. Ultimamente, descobri algumas coisas muito boas, como a Casa da Tuka, pra mostrar o peso do lado feminino também. Mas todos listados ali merecem uma pontinha aqui, então olhem por lá!
-
JP: O que te desanima em blog?
IA: No meu? Na maioria das vezes a falta de comentários, ou dos comentários precisos, como disse anteriormente. Também acabo passando sempre por “bloqueios” intermináveis, e períodos de textos muito ruins. Isso sempre desanima. Mas Murphy está ai pra reanimar qualquer um, sempre!
-
JP: Alguma mensagem que deveria ser repassada com o blog ao todo?
IA: Mensagem? Imaginem só! De jeito nenhum... Ou melhor: entrem lá, riam da minha cara, e sejam felizes ! E nunca, nunca repitam as minhas atitudes, pro bem de vocês.
-
JP: Qual post você descartaria em seu blog hoje?
IA: Todos os textos “só pra atualizar” acabam sendo sem graça. É só pra dar uma satisfação aos leitores, mesmo. Também não gosto nada, nadinha, das minhas “resenhas”. É por isso que o meu “Eu-Crônico” é quem mais aparece por lá.
-
JP: Qual assunto você nunca postaria no blog?
IA: Por que?Difícil... Se eu não quero postar, acho que nem “vem à tona”. Só coloco por lá o que de alguma maneira boa, acabou mexendo comigo. Se é ruim, se é triste, ou vai parar no Chinelo, ou fica por aqui, nuns papéis, agendas, diários, essas coisas de menina !
-
-
- Papo Mix - Aqui Isadora disse sem remorsos o que manda bem e o que manda mals, o melhor e o pior:
-
Sistema Operacional: Oi ? Olha, eu sei apertar o ‘play’ e o ‘pause’, e quando muito, o botãozinho de sintonizar. É, esse eu pulo, eu conheço somente o Windows e não tenho queixas (nem dinheiro pra procurar outro).
-
Estilo Musical: MELHOR: Rock. Rock Clássico. Jazz, Blues e até um pouco de MPB, mas minha história é com os 60 e os 70. É, aquele bando de gente maluca e transviada, sim. PIOR: Eu consigo suportar a clássica “tríade” axé, pagode e funk numa boa, desde que nos momentos considerados – por mim, obviamente – certos, sem aquela história de jantar romântico ao som da “micareta”. Não consigo tolerar a onda “emo” que vem por aí. Não mesmo. Em momento algum. Posso até, no auge do meu bom humor dizer que as outras “são originais, são populares”. Isso não. Isso é uma afronta ao rock.
-
Meio de Comunicação: MELHOR: internet. Hoje, está conseguindo juntar todos os outros. PIOR: jornal. Meus braços são pequenos demais, eu não consigo ler. E me sujo.
-
Filme: MELHOR: O Poderoso Chefão, sem pensar. PIOR: Ultimamente, fico com o Homem Aranha 3.
-
Portal de Internet: putz. Nem o Terra atualiza direito onde eu trabalho... Minha página inicial é sempre o Google. E eu tenho bastante gente pra fofocar do meu lado, pra saber as notícias.
-
Série e Tv: MELHOR: 24 Horas. Completamente viciada. PIOR: The O.C.
-
Comunidade sobre Blog's: só conheço a blogger – blogspot, do orkut.
-
Meio de divulgação de blog's: MELHOR: seu blog. PIOR: orkut. Ao menos pra quem gosta de um público mais fiel.
-
Blog: MELHOR(es): Championship Vinyl e Acepipes Escritos. O mais divertido, e o mais aconchegante, respectivamente. PIOR: Qualquer um que tenha mais de 4 palavras com “x” por frase.
-
-
ESPAÇO ABERTO - Aqui é o espaço aberto e ilimitadom aonde Isadora falar sobre tudo e todos.
Mentira ? Sobre TUDO e TODOS ? Mesmo ? Não faça isso... não mesmo. Bom, antes que me expulsem daqui – ou durmam – deixo meu agradecimento final ao Júlio, pela oportunidade, a todos vocês, pela boa vontade, e meu beijo para papai do céu, mamãe, papai, pra Xuxa e pra Sasha. Finjam que não leram essa entrevista e continuem visitando o blog como se fosse de uma pessoa normal.
-
-
---
-
Pois é, avisei que a blogueira mandava bem, agora é com vocês, o que acharam da prateleira? (olha o 'bom sentindo' das coisas rapazes). Até proxima.

4 comentários:

  1. Julio, mandou bem demais, mais uma vez... Me surpreendi com a grande ressalva que fez ao oloucomeu, estoou honrado com o fato! Quanto a nossa entrevista, é só marcar, ok? Abs

    ResponderExcluir
  2. A Prateleira é um dos meus blogs de cabeceira. É como um livro pra ler na cama. puta blog.

    ResponderExcluir
  3. Caramba, onde eu assino em baixo do comentário do Rob?

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a entrevista e bem transada mesmo. Eu comecei a ler hojee já está chamando atenção. Sucesso para Isadora.

    ResponderExcluir