Juliu's Pub Entrevista - Jussara Mascarenhas.

----------Olá visitante do pub, que vem a procura de informação, diversão e arrisco até dizer; Jogar o nodo jogo-da-velha. Espero que esse horário para você esta bem. Algumas pessoas me perguntam o porque tenho radio, jogo-da-velha, e links variados, e eu respondo que a intenção aqui é relaxar e divertir, e por que não fazer isso de uma maneira mais bonita em sentido literário?. Mas , além disso gostaria de agradecer todas as visitas, os comentários, e e-mails que recebo. Sim, respondo todos mas pode demorar um pouco.rs. E também ainda dizer que para me mandarem e-mail de sugestão para entrevista de um blogueiro. Só não vale indicar você, coloque o seu nome o seu blog, e o mesmo do blogueiro indicado. Obrigado novamente o carinho. E boa leitura.
-
----------Nossa convidada a seguir, já é bem conhecida no mundo blogueiro por textos ricos e convidativos a você pensar mais sobre a vida, e filosofar um pouco sobre as pequenas e grandes coisas que nos cercam. Alem disso, também a considero uma amiga blogueira que sempre posso contar. Espero que gostem.
-
----------Bom, esse espaço já esta ficando até conhecido pelos dizeres. Vale (quase) tudo, sendo que nada de chutes literarios baixos, aqui você manda critica, perguntas e sugestões. Então bom senso e muita paz a todos.(risos)
-
---
RAIO X:
Nome: Jussara Mascarenhas
Cidade: Salvador
Blog: Teatro das Estrelas - http://teatrodasestrelas.wordpress.com
Assunto: É um blog pessoal, no qual descrevo sobre diversos assuntos. No entanto, não é um blog totalmente subjetivo. Trato de uma forma pessoal, sendo impessoal.
Layout: um dos elencados para uso no próprio site do Wordpress.com
-
Juliu's Pub: Por que blog?
Jussara Mascarenhas: Quando criei o meu primeiro blog, em 2001, eu ainda não tinha idéia do que o blog representaria na minha vida. Aos poucos, observando edições jornalísticas em sites e na própria televisão, vi que o blog tomou uma feição pessoal, uma espécie de diário virtual, uma exposição da vida de cada um. Vi muito disso e confesso que esse meu blog - o primeiro - também ganhou tais 'feições'. Escrevi muita coisa de ordem pessoal, foi uma exposição grande a meu respeito. Eu divulgava o endereço de meu blog para pessoas que eu sequer conhecia direito. Acho que o blog ajudou muito em meu crescimento interno. Conheci algumas pessoas bacanas nessa época. Não tinha como ser um fotolog - não tive sorte com fotologs - já que eu não queria ter de sempre publicar uma foto para poder publicar um texto meu.
-
JP: Nos conte sobre os seus outros blog's?
JM: O meu primeiro blog chamou-se "My secret book" que, de secreto, não tinha nada. Risos. Tal blog pertencia ao site Weblogger.com. No início, não sabia o que era sequer um template. Não sabia absolutamente nada. Aprendi tudo sozinha, sempre pesquisando em sites. Um dos sites que me ajudou muito foi o By Marina. Hoje, já não me auxilia tanto, pois o Wordpress.com não me dá margem a criações. Pelo menos, eu ainda não descobri essa façanha. Ainda é novo para mim, embora o Teatro das Estrelas tenha sido criado em março desse ano. Quanto aos outros blogs, eu poderia dizer que já tive muitos, assim como contas de msn e orkut, mas não vem ao caso. Já tive blog com o meu próprio nome, mas deletei pois vi muita pessoalidade. Tive também o Pintura Íntima, no blogspot.com. Fiz sucesso com esse blog. Conheci pessoas do mundo, de tal forma que me foi surpreendente, pois jamais imaginei conhecer pessoas do outro lado do Atlântico. Conheci e duas pessoas são, hoje, minhas amigas: Clife, que é de Açores e lá reside e estuda; e Pati - Patrícia - que é de Açores, mas mora e estuda na cidade do Porto, em Portugal. Esses foram os blogs mais significativos. Colhi - e colho - frutos de diversas formas, seja como reconhecimento de ser uma boa escritora, bem como a conquista de grandes amizades.
-
JP: Fale um pouco na escolha do nome de seus blog's, desde o primeiro até o atual Teatro das Estrelas. E qual a relação da escolha do nome à você?
JM: O "My secret book" foi uma espécie de correlação com o diário que eu costumava escrever. Se bem que nunca consegui escrever dia-a-dia um diário. O sono não deixava. Risos. Foi, praticamente, um diário virtual mesmo, com a diferença que a letra não ficava horrível, com o meu cansaço. Risos. Com o "Pintura Íntima" foi uma correlação com a música do Kid Abelha que eu gosto muito. Talvez, uma espécie de dicotomia com o ser. O ser humano mesmo, em toda a sua concepção de vida. Uma mistura de vida e arte. Já o "Teatro das Estrelas" é citação de uma música de um grupo que eu adoro - Roupa Nova. A música chama-se "Bem maior". E, além disso, porque sempre gostei das estrelas. Acho que elas são mágicas. Nunca vi uma estrela cadente, mas, quando era menina, ficava, à noite, olhando para o céu e imaginando o que pode ter em cada estrela, que nós não vemos? Não se vê muitas estrelas em cidade grande, pela luminosidade da cidade, mas, vez ou outra, tenho a sorte e a felicidade de encontrar uma estrela no céu.
-
JP: Por que tantas mudanças em blog? Pretende mudar mais vezes por achar que isso já é uma caracteristica sua, ou gostaria de manter algum fixo?
JM: Eu sou uma pessoa inconstante. Já fui bem mais. No entanto, acho que as dificuldades, as pedras no caminho me tornaram uma pessoa mais perspicaz, mais 'pé no chão' e um pouco mais cética diante da vida e da realidade. Como já disse, já tive muitos orkuts - mais de 15. Não tinha muita razão de ser, mas eu deletava por um motivo ou outro. Fiquei uns meses sem, para me livrar do vício de internet. Assim também acontecia com meus e-mails. Já ouvi muito blá-blá-blá e já me machuquei muito também. Até quando tomei a iniciativa de assinar um e-mail e estou com esse, único e exclusivo. E pago. É o mais barato e é o que eu mais gosto. Sempre tive mais afeição pelo msn.com que por outros sites de e-mail, apesar de também gostar - mas não tanto quanto - do Yahoo! Com relação à blogs, não seria diferente. O Wordpress.com tem um quê especial, pois o conheci no primeiro dia desse ano, por intermédio de Davis. Não conhecia nada do site e, aos poucos, estou aprendendo um pouco mais. Hoje, não tenho pretensão de mudar nem blog, nem e-mail, nem msn e nem orkut. As mudanças, agora, serão, exclusivamente de ordem pessoal e em questões do mundo real. O mundo virtual só me serve, hoje, para lazer, ordem profissional, assim como para o meu futuro Mestrado em Direito Eletrônico, que é uma das minhas paixões na seara jurídica.
-
JP: Qual a importância do blog para você?
JM: Blog é como parte de um livro que escrevo. Só que um livro inacabado, em que os leitores lêem, antes de ele estar completo. É como uma leitura por capítulos. Hoje, blog é essencial para mim. É claro que, por vezes, começo a escrever um texto e não termino - falta inspiração. No entanto, o mais importante não é saber que alguém vai ler o meu texto, mas sim postar um texto em que eu sinta as palavras, mas do que, apenas, as escreva. Eu transmito em tudo o que escrevo os meus sentimentos. Não é só descarregar palavras. Não são meras palavras. É muito mais que isso. Cada texto é tradução de um sentimento, de uma percepção acerca de algo.
-
JP: Como você escolhe o assunto dos seus posts?
JM: Não escolho. Acontece. Às vezes, estou num determinado lugar, observo determinada situação e quero escrever sobre essa determinada situação. E isso nem sempre ocorre. Além da situação, tem de haver sentimento, inspiração.
-
JP: Como funciona a inspiração para escrever sobre um assunto em particular? Vamos usar como exemplo o seu post "Papel, caneta e um pouco de inspiração".
JM: A inspiração acontece quando eu sequer espero. Nesse dia que escrevi esse post, eu estava muito triste. E estava doente - gripada. Então, não quer dizer que esteja bem para ter inspiração. Como disse: acontece!
-
JP: Alguma mensagem que deveria ser repassada com o blog, no geral?
JM: Citaria a mensagem que escrevi no post 'Flor púrpura': "Aprender é mais que construtivo, é surreal. É mágico. E só sente essa magia, quem está pronto pra mudar, quem escolhe mudar e quem muda. Muda, de mudar; e não, de ficar calado."
-
JP: Qual estilo de leitor teria o seu blog hoje?
JM: Para falar a verdade, nem sei. Acredito que o leitor que comenta os meus textos, é o estilo de leitor que tem o meu blog.
-
JP: Você se preocupa com o volume de comentários ou visitas?
JM: Não. No começo, em 2001, quando criei meu primeiro blog, confesso que acreditava que, quantos mais comentários meu blog tivesse, melhor. Hoje, não tenho mais essa concepção. Acredito que o importante é que, de alguma forma, as pessoas tirem um pouco de lição sobre o que escrevo. Às vezes, o que escrevo pode ajudar, de alguma forma, quem lê, então, o importante não é a quantidade de leitores quem comenta, mas quem comenta. Isso quer dizer que, quem comenta um texto é que tem algo para retribuir, repensar, elogiar, criticar ou apenas fazer uma observação e isso é muito mais importante que quantidade.
-
JP: O que você mais gosta e mais detesta em blogs?
JM: O que eu mais gosto é a diversidade de assuntos que se pode ter num blog, ou, quando não, um assunto único, mas tamanhamente diversificado na linguagem, na exibição de imagens. Pode ser desde futebol a contos eróticos. Desde que seja com muito respeito, está ótimo. Agora, o que eu não gosto MESMO é o internês. Aff, ninguém merece. Eu não entendo mesmo e não entendo como conseguem errar tanto no português, de tal forma e não ficam constrangidos com isso. E ah! Também não gosto de blogs escritos para - e não por - artistas. É veneração demais para um ser humano como outro qualquer.
-
JP: Quais os blogs que você mais visita?
JM: Visito o blog Argumentandum do Dan, meu amigo que conheci, quando ele comentou em meu blog "Teatro das Estrelas"; o Sepia Panorama de Von Ryan; o seu . Não acesso mais, porque não tenho tempo e, por vezes, não comento.
-
JP: Qual assunto você nunca postaria no blog? Por que?
JM: Contos eróticos e sobre futebol. Não sei escrever sobre erotismo e nem sobre futebol. Futebol mesmo, só entendo durante a Copa para gritar "falta", "pênalti", "vaiii" e "goooooooooooooooooooooooooooooooooolll do Brasil". Hahahahahahahaaha. No mais, nada.
-
JP: Qual o seu maior sonho hoje?
JM: Hoje, meu maior sonho é passar ser Promotora de Justiça e ir morar no Sul do país. Prezo por pessoas educadas e, aqui, em Salvador, é difícil encontrar pessoas educadas em essência.
-
- Papo Mix -
Aqui é a aréa onde nossa convidade disse sobre e qual é o melhor e o pior de cada itém:
-
Sistema Operacional: Melhor:Windows XP - Pior: o Windows 95 (de meu primeiro pc..aff..era lento)
-
Estilo Musical: Melhor: Música Popular Brasileira - Pior: Heavy Metal (não entendo nada do que eles gritam)
-
Meio de Comunicação: Internet - Pior: Tv (principalmente dia de domingo)
-
Filme: Closer - Perto Demais e Um bom ano - Pior: Terror e suspense. Não assisto nem que Antônio Banderas me peça de joelhos.(risos)
-
Portal de Internet: Terra - Pior: Uol. Não vejo graça.
-
Tv: Pergunta difícil, mas prefiro a Record..tem boas séries e alguns programas de muito boa qualidade - Pior: SBT e Globo - Domingo Legal e Faustão. Ninguém merece.
-
Comunidade sobre Blog's: Blogspot.com com certeza. A interação é bárbara.- Pior: não conheço pior
-
Meio de divulgação de blog's: Orkut. - Pior: não conheço pior.
-
Blog: Argumentandum. Tem muito bons textos. - Pior: também desconheço.
-
-
- ESPAÇO ABERTO -
Aqui é o espaço aberto e ilimitado para falar nossa convidada sobre tudo e todos...
-
Ah, gostaria de agradecer a você, Ju, pela iniciativa de criar essa sessão de entrevistas em seu blog. É uma forma de se conhecer mais da vida de um blogueiro, além do que tratamos em nosso blog. Você é um amigo muito especial, alguém que, realmente, faz a diferença no mundo dos blogs. Obrigada. Beijo!
-
---
-
----------Juliu's Pub, agradece essa pessoa linda, inteligente, simpatica, bonita....(Enfim.risos). E deixa o espaço a debates ai com a galera, Abraços até a proxima entrevista, e outras novidades.

Um comentário: