A dura vida de um governador.

Um vídeo que mostra o governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), 45, tocando percussão e beijando uma mulher loira, virou sensação no site YouTube. Em apenas três dias, o vídeo, dividido em duas partes, registrou ao menos 46 mil acessos.

Segundo a Secretaria de Comunicação do governo, as imagens foram feitas em um evento da Funjope (Fundação Cultural de João Pessoa), ligada à prefeitura do município, no último dia 26.

Na primeira parte do vídeo, de um minuto e 11 segundos, sob o título "Cunha Lima Raparigueiro", o governador aparece tocando um surdo, instrumento de percussão, ao som de um grupo de pagode, que toca uma música cujo refrão é "quem quer beber".



Na seqüência, o tucano abandona o instrumento, toma um copo de cerveja, olha para a câmera e senta à mesa. Ao seu lado, está uma mulher loira, que aparenta ter cerca de 20 anos. Os dois conversam. Cunha Lima olha para a câmera, faz um sinal de positivo e depois dá um "tchau". O governador, então, beija a mulher na boca. Cunha Lima é casado há mais de 20 anos e tem três filhos.

No momento do beijo, alguém diz: "TV Fama", referindo-se ao programa sobre a vida de celebridades da RedeTV.


Na segunda parte, que dura quatro minutos e 14 segundos, Cunha Lima reaparece tocando o surdo. Enquanto ele toca, alguém diz: "Isso na campanha vai dar tanto dinheiro". A jovem aparece, dá um beijo nas costas dele. Depois, ela volta, dança um pouco e assume o instrumento. Ao fundo, alguém diz: "Ô governador bom".

A jovem dá um abraço em Cunha Lima e depois os dois se beijam. Ao final do vídeo, ela dá seu copo de cerveja para ele, que bebe mais um pouco.



O secretário de Comunicação do governo, Solon Benevides, diz que o governador retribuiu ao carinho de uma eleitora. "Quem vê o vídeo pode até achar que houve excesso por parte da eleitora, mas foi uma mera demonstração de carinho, nada além disso."

Benevides confirmou que houve beijo na boca e disse que o governador "só bebe socialmente". O secretário afirmou que "não há nada de pessoal entre o governador e essa pessoa". O secretário disse não saber o nome e a idade da jovem.

O secretário disse que o governador não sabe quem fez o vídeo e quem o publicou. "Não achamos que agiram de má-fé. Era um evento público, portanto poderia haver filmagens."

Nenhum comentário:

Postar um comentário