Festival Internacional de Língua Portuguesa de Toronto.

O cineasta estava disputando com outros 16 curtas de diversos países: Canadá, Portugal, EUA, Reino Unido e muitos outros. Ele apresentou dois filmes: O Rito de Ismael Ivo e O Moleque , vencedor do Festival.

O primeiro filme monstra a vida do bailarino negro Ismael ivo, suas perfomances, depoimentos sobre a dança e as dificuldades sociais enfrentadas para superar obstáculos e atingir uma posição satisfatória na profissão. Vindo de uma família pobre da periferia de São Paulo (SP), Ismael deixa o Brasil no início da década de 80 e torna-se famoso e consagrado artista no exterior.

Já o segundo filme conta a história do filho de uma lavadeira de roupas, que mora em um pequeno vilarejo. O garoto é alvo de gozações de outros meninos e ele responde às provocações com muita criatividade. No elenco, Abayomi de Oliveira, Zezé Motta, Maria Ceiça, João Acaiabe, Eduardo Silva, Rodolfo Valente e Javert Monteiro.

O Festival foi realizado de 26 a 29 de junho, em Toronto, Canadá. O evento promove e estimula o entendimento da cultura portuguesa espalhada pelo mundo através da arte cinematográfica. Para participar do Festival, Ari Cândido recebeu a passagem do Ministério da Cultura. “Pela primeira vez ganhei um prêmio na América do Norte”, conta Ari, feliz pelo reconhecimento do trabalho: “achei muito importante a Bárbara de la Fuente ter me indicado para esse Festival porque é uma porta que se abriu para os cineastas brasileiros no Canadá”.

O Cineasta
Ari Candido Fernandes é paranaense, de Londrina. Ele se formou há 30 anos, em Pesquisas e Estudos Cinematográficos na PARIS III - Sorbonne Nouvelle. Na França também realizou o curta metragem Martinho da Vila Paris 1977 e na África realizou o média metragem Por que a Eritréia?, que recebeu juntamente com o cineasta tunisiano Mohamed Charbagi, o prêmio do Juri Popular de 1984 na Mostra Internacional de Cinema de SP e.O filme teve o patrocinio da empresa estatal Tunisiana - SATPEC.

Seu ultimo trabalho foi “Pacaembu”. Rodado em 2006, o documentário conta a historia do bairro das "terras alagadas", significado de Pacaembu em tupi-guarani. O filme recebeu o prêmio do Edital da Secretaria Municipal de São Paulo e foi distribuído para a Rede Escolar Municipal e também veiculado na TV Futura-Brasil em 2008.

O cineasta teve pequena participação nos filmes franceses Un Desert pour Constance, de Sarah Maldoror, em Paris (1977) e Le Sauvage, de Jean-Paul Rappeneau. Também fez o papel de Juiz, contracenando com Alexandre Frota, no seriado Turma do Gheto, da TV Record.

A indicação
O filme foi sugerido pela organização do Festival de Cinema Brasileiro em Toronto (Brazilian Film Festival of Toronto), que co-apresentou a sessão. "Estamos muito felizes por termos indicado um filme vencedor", diz Bárbara de la Fuente, atriz brasileira radicada em Toronto há 10 anos. “Com ações como essa estamos abrindo espaço para a exibição do cinema nacional em solo canadense”, diz Cecília Queiroz, responsável pelo convite ao cineasta no Brasil.

Photobucket


O Festival de Cinema Brasileiro em Toronto
A segunda edição do Brazilian Film Festival of Toronto acontece de 6 a 9 de novembro de 2008. O evento está registrado na Anciene, faz parte do Guia Brasileiro de Festivais de Cinema e Vídeo 2008, publicado pela Associação Cultural Kinoforum e encontra-se atualmente com inscrições abertas para filmes de curta, média e longa-metragens no site www.brazilianfilmfestivalcanada.com

Os filmes selecionados - pela curadoria do jornalista e crítico de cinema Celso Sabadin - concorrerão ao Troféu Golden Maple, desenvolvido pelo designer Nilson J. dos Santos, em cinco categorias: Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Diretor, Melhor Filme e o Melhor do Público.

O Festival conta, em seu Conselho Consultivo, com Paulo Mendonça (Canal Brasil) e os jornalistas Adhemar Altieri, Adriana de Castro, José Roberto Luccheti e Malu Mota. Atualmente o evento encontra-se em fase de captação de patrocínio e já conta com o apoio das canadenses Mellohawk, Clarice Michelon e A Docuvixen Film e as brasileiras Miolo, Quanta, Graffbox, Canal Brasil, Revista de Cinema, CEC- Centro de Educação CAnadense, SP Turis, São Paulo Convention Bureau, Grãfica Iara, Ponto & Letra, Planeta Tela, Instituto Cefac, Bono & Peixoto Advogados e Consultores Jurídicos, Jornal do Golfe, WMulher, Centro em Foco e Roteiro do Imóvel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário