Campanha política até pelo telefone!!

Desde o início de julho está permitida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a campanha de políticos para as eleições 2008 a vereador, vice-prefeito e prefeito em todo o país. Além das propagandas eleitorais gratuitas no rádio e na TV, das realizações de comícios e participações em debates, outra prática adotada pelos candidatos cresce a cada nova disputa pelo eleitorado: o uso do telemarketing.

Embora o TSE já estabeleça alguns limites à propaganda eleitoral, no que se refere a essa prática, a ABT – Associação Brasileira de Telesserviços alerta os eleitores para o que os candidatos não podem fazer. O Juliu's Pub mandou algumas perguntas a assesoria de imprensa e eis as respostas.

"Junto com outras entidades ligadas ao setor de relacionamento, a ABT criou o Programa Brasileiro de Auto-Regulamentação do Setor (PROBARE). O programa dita algumas regras que devem ser seguidas por toda e qualquer central de relacionamento", diz Jarbas Nogueira, presidente da ABT.

Veja algumas delas:

- Sempre que o eleitor manifestar sua contrariedade quanto ao prosseguimento do contato naquele momento, sua vontade deverá ser respeitada.

- Os responsáveis pelo serviço também devem respeitar o desejo do eleitor de retirar suas informações das bases de dados.

- Os contatos só podem ser feitos de segunda à sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados das 10h às 16h.

- Não são admitidas ligações a cobrar nem ligações aos domingos e feriados nacionais.

Se algum candidato infringir qualquer uma das regras que constituem o Código de Ética do setor de telesserviços, o eleitor pode fazer reclamações à Ouvidoria do PROBARE através do site www.probare.org. As empresas responsáveis poderão ser advertidas e orientadas a adequar-se ao Código ou interromper o serviço. “Estamos à disposição para orientar os candidatos interessados de como devem usar adequadamente o telefone em suas campanhas. O mau uso intencionado desse canal de comunicação com o eleitor pode, inclusive, evidenciar o que o candidato pode fazer se eleito”, alerta Nogueira.

O PROBARE foi criado no final de 2005 pela ABT e outras duas entidades ligadas ao setor de atendimento ao cliente. Começamos 2008 com mais de 30 certificados emitidos e mais de 300.000 profissionais já trabalham em empresas devidamente certificadas.

Agora vamos nós entrar nestas campanhas e ligar para casa dos candidatos com a campanha "Me Deixem Dormir!!!"

Abs

6 comentários:

  1. aguarde que breve,muito brevemente, sua caixa de email vai encher...kkk

    bjs e dias felizes

    ResponderExcluir
  2. Pior que, normalmente, são mensagens gravadas e nem sempre respeitam esses horários pré estabelecidos. O meu pai já recebeu umas quatro ligações em São Paulo, com propaganda da candidata do PT.
    Muito útil este seu post, Júlio.

    ResponderExcluir
  3. Propaganda política pelo telefone? É o fim da picada.
    Tenho pena dos telefonistas pq devem escutar poucas e boas!!!

    Muito bonito o seu layout, foi vc quem fez?

    ResponderExcluir
  4. Minha resposta para tipos da espécie é:

    LEAVE ME ALONE.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Propaganda politica pelo telefone? ninguem merece! cacete! o cara ja é bombardeado com propaganda obrigatoria em tv, radio, jornais, na rua etc.

    ResponderExcluir