S.O.S SC

Veja as mobilizações - poucas ainda - para ajudar a todos que precisam em Santa Catarina.

De São Paulo

A pedido do Governo de Santa Catarina, o Governo do Estado de São Paulo começa a receber doações de água potável, para as vítimas da catástrofe provocada pelas chuvas naquele estado.

As contribuições - só de água potável - podem ser encaminhadas a todos os quartéis e postos de policiamento e do Corpo de Bombeiros. A lista completa dos postos no Estado está disponível no site www.polmil.sp.gov.br, no link Unidades PM.

O Fundo Social de Solidariedade também receberá as doações, de 2ª a 6ª feira, das 9 às 16 horas, na Avenida Marechal Mário Guedes, 301, no Jaguaré, São Paulo.

Ajuda

Desde terça-feira, 25, o governo do Estado mobiliza pessoal e equipamentos para ajudar os moradores de Santa Catarina. Já trabalham no resgate de vítimas e atendimento aos desabrigados três helicópteros; 10 equipes de salvamento do Corpo de Bombeiros, com 40 homens e quatro cães que localizam corpos soterrados; uma equipe de cinco homens da Defesa Civil e 5 geólogos.

Dois helicópteros da Polícia Militar (Águia 6 e Águia 11), com nove policiais do Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo da Polícia Militar, e outro da Polícia Civil, com quatro policiais, com base na cidade de Navegantes, trabalham desde terça-feira no resgate de vítimas. As 10 equipes do Corpo de Bombeiros, cada uma com quatro bombeiros, sob a coordenação da Defesa Civil de Santa Catarina, colaboram no resgate de pessoas em locais isolados pelas águas.

Em Blumenau, sob o comando do coronel Luiz Massao Kita, secretário-chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil do Estado de São Paulo, um grupo de quatro integrantes da Defesa Civil de São Paulo trabalha ao lado de autoridades catarinenses na coordenação dos trabalhos de atendimento às vítimas da calamidade.

A pedido do governo catarinense, o Governo do Estado de São Paulo enviou também uma equipe de 5 geólogos, 3 do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e 2 do Instituto Geológico, da Secretaria do Meio Ambiente.

Informação da Assessoria de Imprensa do Estado.

- A Ajuda é pouca que a cidade de São Paulo poderia dar, mas é o pouco que fará muita diferença.

Karsten -

Em virtude das fortes chuvas que atingiram Santa Catarina na última semana, deixando milhares de desabrigados, a Karsten criou o programa SOS Blumenau, de auxílio às vítimas da enchente. Três centros de arrecadação - um em São Paulo e dois em Blumenau - foram montados para receber roupas, medicamentos e alimentos. Além de coordenar os trabalhos de arrecadação e envio das doações, a empresa também está fornecendo alimentos e água potável às vítimas.

Mais de 80 famílias de funcionários da fábrica ficaram desabrigadas e calcula-se que mais de 18 mil pessoas estejam em situação semelhante, desde o último final de semana, quando as chuvas fizeram com que o rio que circunda a cidade transbordasse, ficando 11 metros acima de seu nível normal.

A ação SOS Blumenau está detalhada no site www.karsten.com.br.
A empresa também colocou à disposição em seu website o número da conta da Associação Beneficente João Karsten para recebimento de contribuições que serão repassadas às vítimas.

Para doar roupas, medicamentos e alimentos não perecíveis os endereços são:
SP: R. Joaquim Floriano, 72 cj.105 - Itaim Bibi – CEP 04534-004
SC: Fábrica da Karsten em Blumenau (Rod.de acesso à Pomerode)
Dois postos de coleta: Loja de Fábrica e Portaria II (A/C RH).

Para doações em dinheiro:

Associação Beneficente João Karsten - CNPJ 82.625.005/0001-74 Banco Itaú - Agência 0132 - C/C 03046-1

- Antes de fazer qualquer doação e ajuda para qualquer empresa, org ou ongs verifique se a mesma é confiavel e estará enviando todos os donativos ao seu destino.

Vivo - Telefonia Móvel

A Vivo inicia essa semana uma ação para mobilizar colaboradores, clientes, parceiros e comunidade em prol do auxílio à população das regiões atingidas pelas fortes chuvas no Estado de Santa Catarina. Com o apoio do programa Rede Vivo de Voluntariado, a operadora promove, em suas sedes administrativas e Lojas Próprias, em Porto Alegre, Florianópolis, Londrina e Curitiba, a arrecadação de mantimentos e produtos de higiene que serão entregues a partir de quinta-feira, 27 de novembro, aos municípios atingidos. Nas lojas participantes, é possível entregar o material a ser doado nos horários de funcionamento dos pontos de venda.

“Estamos extremamente sensibilizados com a população catarinense e sabemos do nosso compromisso em mobilizar a rede de mais 43 milhões de pessoas que são clientes Vivo em prol da sociedade”, afirma Dr. Michel Daud, Diretor de Qualidade de Vida e Saúde da Vivo. ( Informação gentilmente cedida pela assessoria de imprensa da VIVO - A4 Comunicação)

Para assegurar que as pessoas afetadas possam se comunicar com amigos e familiares, a Vivo deslocou geradores de outras regiões para as áreas com afetadas, a fim de que mesmo com a interrupção da energia elétrica as antenas permaneçam em funcionamento e as ligações possam ser completadas normalmente. A iniciativa faz parte do programa Conexão Solidária, do Instituto Vivo, que visa a utilizar os serviços prestados pela companhia em prol de situações de crise que ocorrem por conta de chuvas, desmoronamento, entre outras situações de calamidade pública.

Endereços das Lojas Próprias Participantes:

No Rio Grande do Sul, a MegaStore (Avenida. 24 de Outubro, 695, Porto Alegre) e a Loja Uruguai (Rua Uruguai, 292, Centro, Porto Alegre).

No Paraná, a Loja Marechal (Avenida. Marechal Deodoro, 26, Curitiba) e a Loja Calçadão (Avenida Paraná, 203, Centro, Londrina)

Em Santa Catarina, a Loja Felipe Schmidt (Rua Felipe Schmidt, 90, Centro, Florianópolis) também estará recebendo doações que serão encaminhadas para os desabrigados da própria cidade.

Banco do Brasil

Em virtude das enchentes, o Estado de Santa Catarina terá, a partir desta quarta-feira, 26, atendimento priorizado para as demandas relacionadas à recuperação dos danos causados. O Conselho Diretor do Banco do Brasil aprovou nessa terça-feira, 25, medidas emergenciais para apoio aos moradores das regiões atingidas.

O Banco do Brasil vai dar tratamento especial aos clientes que, em virtude das chuvas, tenham dificuldades de realizar ou quitar suas operações bancárias. Para tanto, o BB autorizou as agências do Estado a ofertar a possibilidade de renovação ou renegociação de débitos.

O Banco do Brasil estabeleceu condições diferenciadas para linhas que atendam às pessoas físicas atingidas. A linha para compra de materiais de construção, que facilita a aquisição de material básico, hidráulico, elétrico, dentre outros, para construção e reforma de imóvel residencial urbano terá R$ 500 milhões para Santa Catarina. O BB reduziu taxas de juros e dobrou o prazo de 24 para 48 meses, que terá carência de até 180 dias. O teto das operações passa de 20 para R$ 40 mil.

O empréstimo consignado também terá disponibilidade de R$ 500 milhões para o Estado. A carência máxima foi ampliada de 59 para 180 dias para o pagamento da 1ª prestação das novas operações. Para as operações já contratadas os clientes poderão solicitar carência de até 180 dias.

Outras ações do Banco do Brasil

- Abertura de conta para recebimento de doações:

BANCO DO BRASIL – CONTA 80.000-7 - AGÊNCIA 3582-3

- Os recursos recebidos serão repassados para a Secretaria de Defesa Civil do Estado de Santa Catarina.
- Redirecionar para Santa Catarina todas as doações de alimentos obtidas nos eventos esportivos a serem realizados pelo BB;
- Cessão de espaços nas AABB que tenham condições de receber os desabrigados.

Além disso, o BB e o BB/Besc estão divulgando a todos os funcionários, clientes e a população em geral as alternativas de colaborar, seja por meio de doações em conta corrente ou na arrecadação de alimentos, roupas e cobertores, que podem ser entregues na Defesa Civil e nas prefeituras municipais.

Veja também

Lula libera R$ 1,6 bi para vítimas

Defesa Civil abre conta para doações

Mapa do estrago

Blog: envie seu relato

Veja galeria de fotos dos estragos em SC

Convoco todos os blogueiros e amigos à terem um pouco de atenção pelo que está acontecendo no estado de Santa Catarina e ajude da maneira que melhor convier, seja com doações ou palavras de apoio.

abs,

4 comentários:

  1. Curioso, quando o amazonas estava em calamidade publica por conta de uma gravissima seca ninguem se mobilizou.

    ResponderExcluir
  2. Julio, estou arrasada com os animais que estão sendo abandonados a própria sorte. Caramba! Sinto vontade de chorar. Beijocas sem mais palavras

    ResponderExcluir
  3. Julio, eu nao vivo no Brasil mas tenho conta no BB de Alagoas.
    Muita gente comentou em meu blog que o problema do Nordestino nao chama tanta atencao.Eu creio que, ao se ter tudo e do nado perder TUDO torna-se mais doloroso para as pessoas entenderem e leva cada um a se solidarizar. E no Nordeste...a seca é um cancer alimentado pelos politicos
    Dias felizes

    ResponderExcluir
  4. Circulam pela internet vários e-mails em nome da DEFESA CIVIL pedindo doações para as vítimas do desastre com o objetivo de se apoderar do dinheiro de pessoas dispostas a ajudar. Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, as mensagens de correio eletrônico trazem números de contas para depósito que não são os oficiais.
    Vale lembrar, também, que criminosos costumam utilizar esses momentos de tragédia para disseminar falsos vídeos e fotos “exclusivos” ou criar sites falsos. O objetivo, nesses casos, é fazer com que o destinatário ou visitante clique em malwares, que servem para furtar dados como números de cartões de crédito ou senhas bancárias.
    Para ter acesso às formas corretas de doação visite os endereços www.defesacivil.sc.gov.br e www.desastre.sc.gov.br/ que agora é o site oficial de informações sobre o desastre. No site da CIDASC também há um link para o site da Defesa Civil. Divulgue e ajude.
    www.cidasc.sc.gov.br

    ResponderExcluir