E o Chico Buarque, o que sabe?

Na ditadura era assim:

Quem vem com a boca no trombone
Pom pororom
pororom pompom


Luta, luta,
Pedidos e exigências,

Alô, liberdade
Desculpa eu vir
Assim sem avisar
Mas já era tarde
E os galos tão
Cansados de cantar


Apareceu, demorou e superou
Valeu a pena?
Meus amigos morreram, lutaram pelo que "ganhamos".

Os brasileiros se assentaram, com folga, até...

Olha ai a democracia mascarada,
Das músicas que te faziam sorrir.
Hoje mostram a cara.

Presidente é para gente quente
Político é polido
Popular é incoerente
Sucinto é negado
Complicado é regrado

E ai, minhas queridas caras pintadas?
Chegando em casa lavaram sua face,
Nos entregam isto e querem aplausos?

Agradeço. Agora é nossa vez.
Esse tipo de política não existe em meu futuro
Agora é sua vez
Esse tipo de passado, hoje é um surto

E o Chico, o que sabe?
Uai, o Buarques.
E o Chico, o que sabe?
Agora é burguês.

abs,

2 comentários:

  1. Pode-se dizer que o Chico Buarque deixou a turma do Joãozinho do Passo Certo e aderiu ao bloco da Maria Vai com as Outras - sendo que as outras, no caso, são 83% da população brasileira (eu, inclusive). Assim, caminha a humanidade, célere em direção às urnas...

    Um abraço, Julio.

    ResponderExcluir
  2. O que Chico sabe? Escrever!É ótimo nisso,e foi melhor qdo a ditadura lhe servia de subsídio.Depois dela,cadê as músicas de protesto com suas letras fantásticas? Hoje nada lhe inspira? Nem mesmo os escândalos do governo,a amizade com os tiranos,a execução de Celso Daniel,a sensura à imprensa? Burguês sempre foi.Aliás,somos todos que não os operários.Exílio:uma palavra ícone para seus admiradores fanáticos.Sim,auto-exílio,mas na Itália onde ele viveu qdo era criança.Por que não em Cuba? Ele,assim como vários de seus amigos,são da chamada "esquerda festiva" e isso sempre deu ibope.Que Chico sabe escrever,não tenho a menor dúvida e admiro isso.E que sua vida sempre foi um festival,nem todos sabem...
    PS:descobri seu blog no Jens.Gostei do que li.Voltarei.

    ResponderExcluir